Gleisi e Requião trocam acusações sobre salários | Fábio Campana

Gleisi e Requião trocam acusações sobre salários

Do Bem Paraná:

A senadora Gleisi Hoffmann (PT) questionou o senador Roberto Requião (PMDB) sobre o motivo de ele aceitar o acúmulo de salário de senador e aposentadoria especial de governador. Como senador, ele ganha R$ 26.700 e a aposentadoria lhe rende cerca de R$ 30 mil. Requião disse que agora precisa do salário “extra” para pagar ações de danos morais , mas não deixou por menos e questionou Gleisi sobre um suposto acordo salarial que ela fez quando saiu da diretoria da Itaipu Binacional.

“Eu recusei por 16 anos a aposentadoria de ex-governador. Mas nos últimos tempos recebi muitas condenações por danos morais de bandidos que tenho denunciado que preciso do dinheiro. Aceitar essa aposentadoria é uma legítima defesa para minha família. Se não, teria que vender minha casa”, afirmou o senador. Sua declaração de bens na Justiça Eleitoral consta que ele possui quase R$ 1,2 milhão em bens.

“Fala do jeito que quer, e perde nas sentenças judiciais. Fazer o povo do Paraná pagar pelo o que o senhor diz não parece certo. É preciso coerência, afinal o senhor votar contra salários extra para juízes e não dispensa o seu”, alfinetou Gleisi. A candidata, no entanto, não respondeu as acusações de Requião sobre a verba que teria recebido na Itaipu.

Em 29 de março de 2006, ela foi “exonerada” do cargo da diretoria financeira de Itaipu Binacional. Só que a ministra saiu da função na época porque quis: ela saiu candidata ao Senado naquele ano. Com o acordo, ela recebeu, além de férias proporcionais, entre outros, os 40% de indenização sobre o saldo do FGTS, além de poder sacar o próprio FGTS. Na época, a assessoria da ministério da Casa Civil confirmou a multa de 40% relativa ao FGTS no valor de R$ 41.829,79 e o saque do fundo, o que teria rendido no total cerca de R$ 150 mil. A exoneração de Itaipu foi publicada no Diário Oficial da União no dia 29 de março de 2006.


2 comentários

  1. Helena
    sexta-feira, 29 de agosto de 2014 – 21:19 hs

    Pois é, “né”? enquanto nós aposentados, contribuímos durante 30 a 35 anos para termos uma velhice tranquilha, não a temos, mas aqueles que não contribuíram podem até acumular aposentadorias públicas milionárias concomitantemente com altos salários públicos.
    Os políticos podem tudo…e nós só servimos para pagar essa monstruosa conta.

  2. Helena
    sexta-feira, 29 de agosto de 2014 – 21:34 hs

    Lembrei-me de uma coisa, não que eu ache que o Senador tenha razão, mas será que a Senadora não sabe quantas aposentadorias o Lula TEM???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*