Fruet enfrenta greve dos professores | Fábio Campana

Fruet enfrenta greve dos professores

0108greve

O prefeito de Curitiba Gustavo Fruet (PDT) vai enfrentar a partir do próximo 11 de agosto (segunda-feira), uma greve do professores municipais pela implantação imediata do novo plano de carreira. A decisão foi aprovada por expressiva maioria na assembleia realizada nesta quinta-feira (31) à noite, no Centro de Convenções, e tudo indica que o Fruet não vai ceder até a data prevista para o início da mobilização.

Os professores analisaram a proposta de Fruet e repudiaram a ideia de parcelar o seu plano de carreira em 27 meses, ou seja, até as próximas eleições municipais. Segundo o Sismmac, sindicato da categoria, a perda que os professores vão acumular nesse período é expressiva e chega a mais de R$ 17 mil para quem tem mais tempo de rede. Na próxima semana, os professores vão também irá a Câmara de Vereadores para entregar uma carta explicando as reivindicações e pressionar os vereadores a apresentem propostas e emendas ao projeto de lei que regulamentará a carreira docente.

A greve será por tempo indeterminado pois é retomada do processo de mobilização que paralisou as escolas por um dia em março deste ano. Na época o processo foi suspenso para negociações com a secretária de educação, Roberlayne Roballo e a a secretária de Recursos Humanos, Meroujy Cavet, para implementar as reivindicações da categoria, que segundo o sindicato, não andaram. As informações são do site do Sismmac e da Prefeitura de Curitiba.

Calendário de mobilização:
– 3 de agosto – ato na Feirinha do Largo da Ordem
– 4 de agosto – entrega de carta aos vereadores na CMC
– 6 de agosto – conselho de representantes/reunião do comando de mobilização
– 7 e 8 de agosto – panfletagem nas escolas
– 11 de agosto – início da greve por tempo indeterminado


2 comentários

  1. FUI !!!
    sábado, 2 de agosto de 2014 – 6:25 hs

    O Fruet imaginou que mudando para o PT e uma vez eleitobestaria navegando em mar calmo. Agora o cara percebe que os problemas
    globais são mais difíceis de serem trsolvidos auando se snda em má
    companhia como um partido podre como o PT. Deu com os burros na água !!!

  2. Vigilante do Portão
    sábado, 2 de agosto de 2014 – 10:30 hs

    Viram que estão sendo enganados.

    Fruet, enquanto candidato, prometeu aplicar 30% em EDUCAÇÃO.

    Assim dizia o CANDIDATO, daria reajuste para o Professorado.

    No decoirrer da campanha, vendo que teria chance de ganhar, mudou o discurso:

    “Vamos VALORIZAR” os Professores…

    Sem especificar o significado do “VALORIZAR”.

    Puro exercício de retórica.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*