Fora do banco | Fábio Campana

Fora do banco

images_cms-image-000359343

Nos primeiros tempos de Dilma Rousseff no Planalto, Gilberto Carvalho, secretário-geral da Presidência, sempre irritava a Chefe do Governo quando dizia que Lula “estava sentado no banco de reservas” e poderia ser chamado para entrar em campo. Até o começo do ano, ele era entusiasta não-confessado do movimento Volta, Lula. Agora, com a campanha em curso e mesmo diante da possibilidade de Dilma perder para Marina no segundo turno, ele acha – e com todas as incertezas que dominam o PT – que é tarde demais para qualquer gesto nesse sentido. Entre aliados, em baixo astral, ainda se discute a possibilidade da troca, embora o tempo seja considerado curto. E mais: o próprio Lula nem pensa em se arriscar.


2 comentários

  1. RUBENS
    quinta-feira, 28 de agosto de 2014 – 13:38 hs

    OLA GILBERTINHO PODE ARRUMAR AS MALAS E VOLTAR PRA LONDRINA PORQUE O PT VIROU O TITANIC ////// GRAÇAS A DEUS O GLORIA /////

  2. Beatrix Kiddo
    quinta-feira, 28 de agosto de 2014 – 21:21 hs

    O 51 não entra mais nesta não, ele prefere ver a companheira se ferrando do que por o dele na reta. O castigo veio à cavalo para os pestistas, perderam uma eleição já ganha. E tudo porque já não conseguem mais descer do salto. A aterrisagem em 2015 vai ser das mais dramáticas que já se viu na história da nossa República.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*