Protesto de policiais federais cobra indenização de fronteira | Fábio Campana

Protesto de policiais federais cobra indenização de fronteira

0307-policiais-federais

Policiais federais em Foz do Iguaçu fizeram ontem uma manifestação na Ponte da Amizade. O protesto teve um bolo que simbolizou os 300 dias sem aplicação da lei que institui indenização aos servidores que atuam em fronteira. O ato aconteceu em frente do “indenizômetro”, que conta os dias de espera pela efetivação da lei à espera de regulamentação da presidente Dilma Rousseff. As informações são da Gazeta do Povo.

O presidente do Sindicato dos Policiais Rodoviários Fe­­derais do Paraná, Sidnei Nu­­nes de Souza, diz que o protesto é um alerta ao governo para a aplicação da lei. “O próximo passo será uma mobilização nacional em todas as regiões de fronteira para que seja paga a indenização”.

Para a diretora do Sindicato dos Servidores do Ministério da Fazenda no Paraná e Santa Catarina, Marlete Rodolfo, as regiões de fronteira são menos requisitadas pelos servidores e há uma grande rotatividade desses profissionais, o que aumenta a necessidade da indenização.

A diretora do Sindicato dos Policiais Federais em Foz, Bibiana Orsi, alerta para a falta de efetivo. “Aqui é o maior posto de fiscalização de fronteira. Em seis meses fiscalizamos apenas 110 mil pessoas, sendo que passam 1,2 milhão ao mês.” Segundo ela, o efetivo da PF em Foz é um terço do que seria necessário.


Um comentário

  1. Anonimo
    quinta-feira, 3 de julho de 2014 – 16:39 hs

    São uns picaretas, no futuro o país vai ver com muitos mal olhos o que está acontecendo, os funcionários públicos federais resolveram se apropriar do Estado e o povo permanece inerte, um dia a coisa vai passar dos limites

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*