Paraná vai ampliar parceria com Paraguai, diz Beto Richa | Fábio Campana

Paraná vai ampliar parceria com Paraguai, diz Beto Richa

Beto Richa e Horacio Cartes

O governador Beto Richa (PSDB) reuniu-se na quinta-feira (10) com o presidente do Paraguai, Horacio Cartes, em Assunção, e tratou da ampliação das parcerias em diversas áreas – em especial na agricultura, habitação, saneamento e telecomunicações – com o país vizinho. “O Paraguai vive um período importante, de avanços e conquistas. O país fez uma opção pelo desenvolvimento e tem no Paraná um parceiro disposto a contribuir para consolidar esse processo”, disse Beto Richa.

No encontro, na residência oficial do governo paraguaio, e com a participação do ministro da Fazenda, Germán Rojas, o governador do Paraná ressaltou a importância do fortalecimento de relações e de intercâmbio entre o Estado e o País vizinho. Beto Richa destacou ainda que o Paraná e o Paraguai têm economias complementares e podem ter presença conjunta no mundo, em especial no setor agropecuário. “Nosso governo tem total interesse no estreitamento dessas relações. É o nosso estilo de governar, em todas as esferas de governo. Com o Paraguai temos várias situações comuns”.

“Chegamos a um momento oportuno para um trabalho de parceria, de cooperação para as diversas áreas”, afirmou o presidente Cartes. “A hora é agora. Queremos avançar no processo de desenvolvimento e reconhecemos o Paraná como parceiro para isso, porque é um Estado que tem investimentos produtivos, agricultura forte, trabalho. Não está parado no tempo”, afirmou o presidente.

Também participaram o secretário estadual da Agricultura, Norberto Ortigara; os presidentes da Sanepar, Fernando Ghignone, e da Cohapar, Mounir Chaowiche, e o presidente da Copel Telecom, Adir Hannouche.

PARCERIAS – O secretário Norberto Ortigara fez um relato dos principais programas paranaenses na agricultura e enalteceu o desempenho do Paraguai e ressaltou as possibilidades de trabalho conjunto, em especial na área de sanidade animal. Uma das ações é o reforço na vigilância de fronteira.

“É muito importante a participação do Paraguai nessa cooperação, porque todo o País é reconhecido como área livre de febre aftosa com vacinação. Já o Brasil tem uma parcela de áreas livres de febre aftosa com vacinação como é o caso do Paraná e alguns outros Estados”, disse Ortigara.

Com esse status, o Paraguai é exportador de carnes, com boas plantas exportadoras. “Por este motivo, os paraguaios também têm interesse também em manter a vigilância na fronteira. Reforçar a cooperação vai ajudar a ampliar e muito a vigilância sanitária, beneficiando tanto Paraguai e Paraná”, afirmou o secretário.

Ainda na área da agricultura, foram tratadas potenciais parcerias também na área de pesquisa, com a participação do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar) e no atendimento aos produtores rurais, com repasse de conhecimento da Emater.

OUTRAS ÁREAS – Também foi ressaltado o potencial de parceria com a Copel Telecom para implantação de sistema de fibra óptica para telefonia, internet e TV a cabo. Na área de saneamento, a Sanepar já vem mantendo conversação com Ciudad del Este, que tem hoje baixos níveis de cobertura de água e esgoto. A parceria seria para repasse de tecnologia para repasse de tecnologia, visando a ampliação do atendimento.

O governador Beto Richa também colocou à disposição a metodologia e a experiência da Cohapar para implantação de moradias populares.

Richa ressaltou o programa de habitação desenvolvido no Paraná, que contempla também a área rural. O presidente da Cohapar, Mounir Chaowiche, deverá aprofundar as negociações da parceria.


Um comentário

  1. Marcus harunari de Almeida
    sábado, 12 de julho de 2014 – 18:10 hs

    Congratulações pela iniciativa desenvolvimentista…
    Boa sorte!
    Marcus.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*