Paraná supera Minas e Rio Grande do Sul em novos investimentos | Fábio Campana

Paraná supera Minas e Rio Grande do Sul em novos investimentos

unnamed

O Paraná passou Rio Grande do Sul e Minas Gerais e já ocupa o terceiro lugar em ambiente de negócios e competitividade por investimentos no país. É o que mostra o ranking de Competitividade dos Estados Brasileiros, elaborado pela consultoria britânica EIU (Economist Intelligence Unit) em parceria com o brasileiro CLP (Centro de Liderança Pública). As informações são da Folha de S. Paulo

O topo do ranking segue com São Paulo que, segundo os pesquisadores, dá sinais de esgotamento da atratividade, devido ao baixo crescimento, aumento da burocracia e redução dos gastos privados com pesquisa. O segundo posto continua, pelo terceiro ano, com o Rio.

A reviravolta ocorreu no terceiro lugar, ocupado nas duas pesquisas anteriores por Minas. A mudança decorre mais da ascensão econômica de Paraná e Santa Catarina do que da piora dos indicadores mineiros. O Rio Grande do Sul continuou estável no quarto lugar, mas teve melhora na economia e renda em relação ao ano anterior.

O ranking avalia os Estados segundo o ambiente político, econômico, infraestrutura, regulação, até recursos humanos, criminalidade, inovação e sustentabilidade. O período pesquisado foi de abril de 2013 a abril deste ano.

Cada Estado recebe uma nota, que vai de 0 a 100. Só São Paulo tem nota acima de 75, considerada de alta competitividade. A maioria tem nota fraca, abaixo de 50.

No caso do Paraná, que recebeu nota 63,9, houve um crescimento importante das exportações do agronegócio. O Estado melhorou em renda per capita, gastos privados com pesquisa e incentivos fiscais para política ambiental.

Já Santa Catarina (61,9) registrou um crescimento importante do tamanho do mercado consumidor, além de alta nos incentivos para estrangeiros e gastos com pesquisa.

Com nota 60,2 (62,8 em 2012), Minas perdeu espaço devido a estagnação da indústria e ao aumento do índice de criminalidade. Como um todo, o Estado teve crescimento econômico abaixo de 2% em 2013/2014 (mesmo índice de São Paulo e dentro da média nacional).

Minas apresenta homicídios entre 20 e 24,99 mortes por 100 mil habitantes, perdendo para Maranhão, Acre, SP, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Piauí.

O ranking abrangeu o período das manifestações de junho de 2013. No entanto, os pesquisadores não viram mudança nas notas de infraestrutura, mobilidade urbana e corrupção, bandeiras do movimento. “Esperamos um impacto positivo, que talvez apareça no ranking de 2015”, disse Luana Tavares, do CLP.


Um comentário

  1. fiscal de realeza
    sábado, 26 de julho de 2014 – 15:07 hs

    IMPRESIONANTE ESSE PARANA SEMPRE BATE RECORDE SEMPRE TEM MAIS INVESTIDORES SEMPRE É O MELHOR ENUNCA FALAM QUE ESTA COM AS FINANÇAS EM DIA QUEM É LIDER DEVE SER MELHOR EM TUDO FABIO O BETO É UM MAU GESTOR INCOMPETENTE E MENTIROSO

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*