Como subir na vida no país dos mensaleiros | Fábio Campana

Como subir na vida no país dos mensaleiros

fux_e_mariana

O rolo compressor para eleger a filha de Luiz Fux, uma advogada de 33 anos, como desembargadora na Justiça do Rio de Janeiro ganhou novos lances nas últimas semanas. Fux, é bom lembrar, é ministro do STF.

Pelas regras da OAB, é preciso que os postulantes ao cargo apresentem pelo menos cinco petições por ano durante uma década de advocacia. Inicialmente, o escritório onde Marianna Fux trabalha enviou uma breve declaração atestando a sua atuação no período. O documento foi rejeitado.

A advogada, então, reuniu todas as suas petições para apresentá-las. A exigência mínima, no entanto, não foi alcançada em 2007, 2008, 2009, 2010 e 2014. Ainda assim, a candidatura foi homologada e, no próximo dia 4, a OAB enviará seis nomes ao tribunal.


A votação na Justiça será aberta pela primeira vez na história, o que aumenta a pressão sobre os magistrados que decidirão o futuro da filha de um ministro do STF. Com as articulações de Fux e de Hercílio Binato, marido de Marianna e ex-conselheiro da OAB, a advogada é favorita.
Por Lauro Jardim


12 comentários

  1. paulo
    domingo, 27 de julho de 2014 – 12:45 hs

    Este nosso poder judiciário é uma verdadeira podridão, e na minha opinião deveria ser banido pois não tem credibilidade alguma na opinião publica, além do mais é tido como o poder mais corrupto do país

  2. Palpiteiro
    domingo, 27 de julho de 2014 – 13:00 hs

    Enquanto os poderosos se fartam, o povo sifux…

  3. fiscal de realeza
    domingo, 27 de julho de 2014 – 13:19 hs

    POIS É FABIO OS PRIMOGENITOS DOS MENSALOES JAMAIS SERAO JULGADOS POIS O SUJEITO JOAQUIM BARBOSA IGNOROU O MENSALAO TUCANO E JAMIS SERAO JULGADOS E ESSA SUA FRAZE ESTA CORETA COMO SOBREVIVER COM MENSALEIROS SOLTOS E PRONTOS PARA FAZEREM OUTROS

  4. FUI !!!
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 5:17 hs

    Por estas e outras razões que o STF já não é mais referencia
    de seriedade desde que o Ministro Joaquim Barbosa resolveu
    renunciar. Os que sobraram são farinhas do mesmo saco do
    PT !!!

  5. vip
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 9:45 hs

    V E R G O N H A !!!!!

  6. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 11:53 hs

    Na trilogia O Poderoso Chefão, Dom Corleone mandou sobrinho padre para cargo no Vaticano, nomeou juiz um outro parente, advogado. A máfia faz escola na era lulodilmista.

  7. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 12:15 hs

    -Verdadeira vergonha para (in)Justiça Brasileira, pois neste caso, basta ter apenas o fator sangüíneo para alcanças os altos cargos sem ter as condições mínimas profissionais….coisa de País do terceiro mundo….
    -Como a Justiça pede respeito, se ela mesmo, não se dá o devido respeito……
    -No Brasil a meritocracia não existe apenas o QI(quem indica) e a cleptocracia(vide Mensalão, Lava-Jato, refinaria de Pasadena e outras pérolas)….

  8. NA CORDA BAMBA
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 12:58 hs

    Que moral tem um Ministro do STF destroçar uma norma
    existente para um cargo como Desembargadora e impor
    a nomeação da própria filha !? Conclua como quizer…

  9. Gardel
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 14:04 hs

    Isso esta parecendo as Capitanias Hereditárias.

  10. João Luiz
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 15:05 hs

    E some-se a isso, na opinião, um Ministro medíocre em suas atuações

  11. carlos
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 20:13 hs

    doto fux!

    pela cara dá pra ver que sua filha tem um QI apuradíssimo naum é mesmo ?

  12. marcos mendes
    segunda-feira, 28 de julho de 2014 – 23:33 hs

    Se esta menina for Desembargadora…..meu amigo….vou embora do Brasil……….ai é o caos….com ilustres professores de direito no Estado do Rio de Janeiro dar o cargo a esta pirralha …como diz o povo..é pra caba …..imagine as causas que cairem nas maos dessa menina….me desculpe ..elea pode ser uma otima advogada mas acho que ela tem um longo caminho a percorrer…….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*