Após entrevista de Requião, MST invade fazenda Araupel | Fábio Campana

Após entrevista de Requião, MST invade fazenda Araupel

DSCF2872

Cerca de mil famílias, cinco mil pessoas, ligadas ao MST, invadiram na noite da última quarta-feira (16), as áreas de terras da Araupel, em Quedas do Iguaçu, no Centro-Sul do Estado. A invasão pode ter sido incentiva por uma entrevista do senador Roberto Requião (PMDB) a Rádio Municipal FM 92.5, ocorrida na manhã de quarta. Requião disse que apoia os trabalhadores rurais sem-terra e que a Araupel podia ser classificada como uma empresa invasora, expropriadora de terras públicas. “As pessoas não podem vir com está conversa que geram empregos, se fosse assim o trafico de drogas teria que ser legal, pois gera mais de 100 mil empregos neste país”, reiterou Requião. Reafirmando sua posição contra a empresa e em favor do MST.

O diretor da Araupel, Tarso Giacomet, lamentou a manifestação de Requião. “Ele instigou uma situação que estava crítica. Vindo de um adolescente é perdoável, mas de um senhor de 75 anos, um senador, é lamentável. Se mostrou um oportunista”, comentou Tarso. Lembrando que em 2003, Requião presidiu e assinou a aprovação de valores que foram pagos pela União, em indenizações, de prejuízos que o sem-terra, havia causado para empresa.

Invasao_policia

“O Senador não está agredindo a Araupel, mas sim, todo setor produtivo do Paraná, já que contamos com apoio da Fiep, inúmeras entidades públicas e privadas”, avalia. Quanto aos questionamentos do senador sobre a titularidade das terras, o diretor afirma que no mesmo ano em 2003, um parecer do Incra, atestou que as terras são de propriedade da iniciativa privada. Segundo ele, com está nova ocupação numa área de retirada de madeira, a produção da empresa vai estar comprometida nos próximos dias. Informações extraoficiais do setor policial, aponta que será necessário de 15 a 20 dias para o planejamento de uma possível desocupação ou reintegração de posse.

As famílias que invadiram a área da Araupel estavam no acampamento 1º de Maio, de Rio Bonito do Iguaçu, formado a poucos meses e vinham planejando uma nova ocupação. Um caminhão caçamba foi colocado no centro da ponte Rio das Cobras, que faz divisa entre Rio Bonito e Quedas do Iguaçu, interrompendo o tráfego de veículos por aquela região. O
objetivo do MST é ocupar uma área denominada de “Projeto Quatro”, onde existe o maior potencial de reflorestamento e setor produtivo de madeiras da empresa.


14 comentários

  1. TROLL
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 10:02 hs

    È a insanidade total deste senhor!
    Porque não doa os cavalos para o MST?
    Agora vamos aguardar o Twitter da Maria Louca tentando explicar o inexplicável.
    XÔ SATANÁS.

  2. Cala boca Requiao Magda
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 10:26 hs

    Esse Requião é um atraso de vida mesmo.

    Quanto tempo ainda vamos ter que aturar um cabra desse naipê.

  3. jandira sem esperança
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 10:38 hs

    Esta invasão já era sabida a pelo menos dois meses passado. A inteligencia das autoridades constituída alertaram e nenhuma ação foi tomada. Porquê?

  4. Camile
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 11:08 hs

    Ele deveria instigar a invasão das terrinhas que ele possue! E usar aqueles cavalos para arar a terra e pelo menos assim fazerem algo de produtivo.

  5. SIDÃO PG
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 11:24 hs

    ATÉ OS CANALHAS ENVELHECEM

  6. Sergio R.
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 12:12 hs

    E quem comandou as invasões nas áreas de Curitiba quando estava começando na política? Quem? Quem? Então da boca desse boneco de ventríloquo do lula, só sai isso mesmo. A família do requião não tem terras? Que doe para o mst, já que é tão afinado com a causa.

  7. tadeu rocha
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 12:26 hs

    paranaense esse é o CANDIDATO A GOVERNO DO PARANÁ, VOCES NÃO ACHAM QUE É UMA BRINCADEIRA DO REQUIÃO, FAZER ISSO, ELE AINDA NÃO GOVERNADOR IMAGINE SE FOSSE, VOLTAR A TRAZ REQUIÃO NUNCA MAIS….

  8. Franco
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 12:51 hs

    Ainda que voltar para o cargo imaginem a merda, que vai fazer não esquecendo que ele foi o maior responsavel pelas invasões na RMC desde quando foi governador.

  9. Jonny bacamarte
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 13:44 hs

    E ainda tem gente batendo palma pra louco dançar. É preocupante o nível de esclarecimento do “povo” paranaense, como um ser deste pode ser 2 vezes governador e 1 senador?? Acho que o Paraná em sua grandeza merece coisa melhor…

  10. LUIZ
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 14:11 hs

    É ISSO ÁI PM,INVADE E EXTERMINA TUDO.

  11. Eremildo o Idiota
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 14:30 hs

    A empresa Araupel financiou a mais revolucionária pesquisa do cientista paranaense Flávio Zanete que descobriu a melhor muda do pinheiro pela sua própria grimpa, fazendo com isso como acontece na inseminação artificial bovina que sejam escolhidas as árvores maiores e mais sadias para produzirem novas mudas. Araupel chegou a ter mais de cinco mil empregados e estava com reflorestamento programado para a mais moderna fábrica de papel que teve que ser abortada pela invasão do MST em 1991. Os 12 mil hectares invadidos pelos sem terras ficaram totalmente devastados como a passagem de gafanhotos. Tudo foi destruído inclusive os armazéns e edificações para garagem do maquinaríio. No correr destes anos se formaram nos acampamentos do MST, quadrilhas de ladrões que assaltavam os ônibus que trafegavam na BR para Foz Do Iguaçu . Agora com esta nova invasão o MST vai conseguir destruir de vez o que era a MAIOR
    Reserva natural de araucárias onde também existia a maior fauna natural do Paraná .
    Seria esta mais uma grande obra do REIquiao?

  12. Henry
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 16:29 hs

    E O PIOR DE TUDO, QUE TEM UM BANDO DE ELEITOR IDIOTA, QUE SERÃO CAPAZES DE DAREM SEUS VOTOS AO “maria loca”COMEDOR DE MAMONAS.

  13. João
    sexta-feira, 18 de julho de 2014 – 17:19 hs

    Nada de novo no comportamento desse individuo que sómente proporciona atraso ao Estado do Paraná.

  14. Ubirajara de Lima
    quinta-feira, 24 de julho de 2014 – 18:33 hs

    MST movimento de delínquentes, que tem o objeti vo de invadir propriedades privadas, caso Araupel, interesse, vender amadeira, e acabar com uma das maiores fauna que há noParaná, depois do parque nacional do Iguaçu.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*