Urbs defende empresas contra a "catraca livre" | Fábio Campana

Urbs defende empresas contra a “catraca livre”

animacao gif

O presidente da Urbs, Roberto Gregório, desceu a borduna nos trabalhadores do transporte público de Curitiba após aprovarem a “catraca livre” nos ônibus – 95% os veículos estão circulando sem cobrador, o que foi bem recebido pela população, que não terá prejuízo.

Gregório atende aos interesses das empresas de ônibus e já avisou que vai entrar com ação judicial responsabilizando o sindicato de motoristas e cobradores e seus dirigentes pelo prejuízo causado pela greve de cobradores. Além da ação indenizatória pela perda de recursos, a Urbs vai apresentar ao Ministério Público denúncia de improbidade administrativa, pedindo a suspensão dos direitos políticos do presidente (Anderson Teixeira) e dos diretores do Sindimoc.


3 comentários

  1. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 26 de junho de 2014 – 17:36 hs

    Quando foi que a URBS não defendeu os EMPRESÁRIOS?

  2. KM
    sexta-feira, 27 de junho de 2014 – 6:57 hs

    NO DIA 26 A EMPRESA VIAÇÂO CASTELO BRACO RETIROU 90% DA FROTA DE TARDE E AVACALHOU COM A POPULAÇÃO DA RMC, QUE HAVIA SE DESLOCADO DE MANHA PARA CTBA! DESRESPEITO TOTAL COM OS USUÀRIOS! FIM DO MONOPÒLIO JÀ!

  3. COMANDO
    sexta-feira, 27 de junho de 2014 – 10:29 hs

    Essa paralisação, esta trazendo ao povo de Curitiba, enormes problemas, funcionários perdem o dia, transito maluco, e por ai a fora,
    sabemos que tudo isso e política, e o povo é quem vai pagar a conta desta burrada toda… … …

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*