Marcelo Almeida diz que não será senador de partido ou governo | Fábio Campana

Marcelo Almeida diz que não será senador de partido ou governo

Bqmh3p6IMAE8bJN-470x304

Marcelo Almeida, candidato do PMDB ao Senado com apoio de Requião, promete fazer campanha “da cintura para cima” e ser um senador do Paraná e não de um governo ou partido. Será suprapartidário, diz ele. Afirmação que desagradou setores do PMDB que ontem votaram por Requião e Almeida com a ideia oposta, a de que escolhiam nomes antes de tudo leais ao partido.

“Quero ser um senador do Paraná e representar a população do meu Estado. Não serei senador para defender os interesses de um partido ou de um governo, pois estarei lá para representar o povo, que é suprapartidário”, afirmou.

Marcelo Almeida enfrenta ainda o estigma de ser proprietário de empresa que explora o pedágio, um dos sistemas mais odiados pelos parananeses. O pedágio é visto pela população do Paraná como a exploração ilegal e ilegítima por empresas, como a de Almeida, que teriam sido beneficiadas por contratos arranjados. Versão difundida por Requião, que um dia se elegeu com o slogan “Pedágio, ou baixa ou acaba”. Não baixou, não acabou e hoje Requião faz dobrada em chapa com Marcelo.


Com 47 anos de idade, Almeida garante estar preparado para o Senado. Além dos quatro mandatos no Legislativo municipal e federal, ele já exerceu o cargo de diretor geral do Departamento de Trânsito do Paraná e ocupou a Secretaria de Estado de Obras Públicas do Paraná.

Formado em Engenheira Civil, com especialização em e-Gov e Governança Corporativa e extensão universitária em Administração de Empresas e Empreendedorismo Cívico, Almeida é acionista do Grupo CR Almeida, que administra duas concessionárias de pedágio no Paraná. “Sei que vão tentar usar isso contra mim, como já fizeram internamente no PMDB. Sou herdeiro de um patrimônio construído por meu pai há mais de 50 anos. Tenho orgulho do meu pai e da sua memória. Não me envergonho da minha condição financeira, mas me orgulho do meu caráter: não sou ladrão, não sou enganador e não uso drogas. Assumo quem sou, inclusive a minha careca, pois essa é minha história”, ressaltou.

O nome de Almeida foi escolhido pelo PMDB por 269 votos, contra 22 votos de Saul Dorval da Silva e quatro votos nulos. A escolha dos nomes dos dois suplentes ao Senado será feita em conjunto com a Executiva Estadual do partido. Almeida quer que seus suplentes tenham experiência legislativa. “Mais que suplentes para assumir o mandato em qualquer situação de vacância, quero dois conselheiros, que contribuam de forma efetiva para a representatividade do mandato. Como disse, não tenho vaidades pessoais, nem necessidade de aparecer sozinho para fazer carreira no Senado”, afirmou.

Almeida, que nos últimos meses percorreu o Paraná em contatos com os delegados do PMDB, disse que voltará logo ao interior para ouvir os eleitores e para sistematizar as propostas ao Senado. “Não vou prometer o que não posso fazer! Não vou me apropriar de propostas do Executivo! Não vou prometer saúde melhor e mais escolas. Isso é competência do Executivo. Uma das minhas principais tarefas será a de esclarecer o eleitor sobre as atribuições de um senador. Eleitor bem informado escolhe melhor”, concluiu.


18 comentários

  1. TROLL
    sábado, 21 de junho de 2014 – 14:39 hs

    O caroneiros PMDbistas vão ter que engolir tudo o que o “carecaço” disser.
    Afinal de contas , as contribuições para o partido dos caroneiros virão de onde?Do pedágio que nem baixou e nem acabou!
    A dupla aí é interessante, pois sintetiza naftalina com capitalismo.
    O Paraná não merece pois as opções são: votar no brexó capitalista, ou na Barbie dos PTralhas ladrões ,ou no piá de prédio.
    Tamo fú…..

  2. ATENTO
    sábado, 21 de junho de 2014 – 15:24 hs

    Ficou bem a foto do candidato com o seu avô…

  3. Veronica Palhares
    sábado, 21 de junho de 2014 – 15:27 hs

    Antes ter uma verdadeira careca feia do que um bonito cabelo falso.

  4. Sergio R.
    sábado, 21 de junho de 2014 – 16:21 hs

    Quem quer dinheiroooooooo! Senador suprapardidário. Deve estar de brincadeira. Melhor se inteirar o que faz um senador. Mas não leia a cartilha do requião. Este é traidor do povo paranaense.

  5. o amigo do povo
    sábado, 21 de junho de 2014 – 19:51 hs

    O que o candidato está dizendo é o que o seu patrono faz , ele não representa os interesses dos paranaenses, ora é aliado do governo, isto quando lhe convêm. E ora é adversário, também quando lhe convêm. O cara não vai fazer nada diferente do que os nossos senadores fazem, nada por nós.

  6. parana neto
    sábado, 21 de junho de 2014 – 21:15 hs

    Uma boa pessoa….mas vai sofrer e muito …vai enfrentar um inimigo de seu saudoso pai ,Álvaro Dias ….que sabe como ninguém armar uma desconstrução moral e cívica….vai perder tempo e desgartar-se.
    envolvendo inevitávelmente a área empresarial…
    Tasso Jereissati picou a mula de Brasilia….preferiu ser o dono da OI..
    telefonica…

    PN.

  7. HENRY
    sábado, 21 de junho de 2014 – 21:23 hs

    O marcelo PEDÁGIO almeida, POR DUAS VEZES NÃO FEZ 90 MIL VOTOS PRA SE ELEGER DEPUTADO FEDERAL, É UM ETERNO SUPLENTE, E PENSA QUE VAI SE ELEGER SENADOR? PODE GASTAR UMA FORTUNA, QUE SÓ VAI SE ELEGER À acenador!!!!

  8. renato glotter
    sábado, 21 de junho de 2014 – 21:26 hs

    Não será senador de coisa alguma.

  9. VISIONÁRIO
    domingo, 22 de junho de 2014 – 5:45 hs

    Este Requião não acabou com o pedágio como anunciava
    a quatro ventos na eleição passada como associou ao dono
    da concessionária que cobra o mais caro pedágio do Brasil.
    Isto é o retrato da nossa política. Associa-se a quem for con-
    veniente independente de diretrizes opostas. Banana para
    estes sujos…

  10. Parreiras Rodrigues
    domingo, 22 de junho de 2014 – 5:56 hs

    Vão brigar na primeira esquina. Requião é de Peixes, traíra. Nasceu no signo errado. O correto seria Escorpião.
    Assistirei de lá do meu barraco. De Bombinhas.

  11. Zezão
    domingo, 22 de junho de 2014 – 7:42 hs

    Requião fez a cabeça ” do Marcelo e agora estará $o$$egado com o financeiro da sua campanha.

  12. domingo, 22 de junho de 2014 – 8:08 hs

    Sera Senador das empresas de pedagio e os aumentos serão mais constantes

  13. sergio silvestre
    domingo, 22 de junho de 2014 – 9:42 hs

    “IN THE ARMS OF THE ANGEL’CARECON.

  14. domingo, 22 de junho de 2014 – 10:36 hs

    Requiao OU acabo o pedagio,ou arrebento.Estava certo,rebentou com o interior do Estado em sua economia,as estradas pedagiadas sao as mais caras do MUNDO!!!!,inviabilizaram o seu trafico.

  15. altair dos santos
    domingo, 22 de junho de 2014 – 10:45 hs

    ate que fim vamos ter um candidato que pode ajudar os municipios do paraná , não um senador que manda bater em professores ,que nunca fez nada pelo paraná,, o marcelo almeida ganhou o pedágio do seu jaime lerner , que hoje apoia os filhinhos de papai que nunca trabalharam.

  16. Anônimo
    domingo, 22 de junho de 2014 – 13:24 hs

    Primeiro, por óbvio, ele não será senador. Se fosse, seria o senador do pedágio, que não abaixou, nem acabou.

  17. dibel
    segunda-feira, 23 de junho de 2014 – 11:29 hs

    Pelo menos a parte financeira e os jatinhos para viagem já estão garantidos. O triste é, daqui para frente, toda vez que eu pagar um dos caríssimos pedágios mencionados, vou me sentir com um colaborador de campanha desse grupo. Aghhhhhhh!!!

  18. segunda-feira, 23 de junho de 2014 – 12:09 hs

    O senador do Paraná chama – se Alvaro Dias ao longo dos anos tem realizado um excelente trabalho no senado federal.A vaga é do Alvaro vai ganhar pela competência eu ainda acredito neste pais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*