Greve de ônibus ameaça parar Curitiba em dia de jogo da Copa | Fábio Campana

Greve de ônibus ameaça parar Curitiba em dia de jogo da Copa

motoristas_cobradores-592x246Os vereadores comentaram, na sessão desta quarta-feira (25) da Câmara Municipal, a possibilidade de greve do transporte coletivo a partir da zero hora desta quinta (26), dia em que será realizado o último jogo da Copa do Mundo na capital. A paralisação será discutida, nesta tarde, em audiência de conciliação do Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Felipe Braga Côrtes (PSDB) pediu que o Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e Região Metropolitana (Sindimoc) não entre em greve nesta quinta. “Traria um transtorno muito grande e poderia causar problemas à imagem de Curitiba”, defendeu. O vereador disse que a convocação foi realizada durante a festa junina da entidade sindical.

O presidente da Comissão Especial da Copa, Paulo Rink (PPS), reforçou o apelo ao Sindimoc: “Até agora somos considerados pelo COL (Comitê Organizador Local) como a melhor cidade-sede, pela estrutura, segurança e acessibilidade. Teremos amanhã um jogo que vale a classificação, entre Rússia e Argélia”, afirmou.

“Quem paga o sindicato, na tarifa técnica, é a própria população, que não pode ser penalizada. Uma greve puniria não só os patronais, mas os curitibanos e os turistas”, completou. Rink lembrou que o relatório da CPI do Transporte Coletivo, da qual fez parte, tratou do tema.

Dirigente do Sindimoc, o vereador Rogério Campos (PSC) disse que o indicativo de greve obedeceu às exigências legais, com a publicação do aviso em jornal de grande circulação. Segundo ele, existe a possibilidade de greve, mas apenas dos cobradores (os ônibus circulariam sem a cobrança da passagem).

“O transporte coletivo não vai parar, mas não podemos fugir da realidade em que vivem os trabalhadores da categoria”, completou. Ele ainda rebateu as declarações sobre a arrecadação da entidade: “O sindicato tem quase oito mil sócios, que pagam a mensalidade espontaneamente”, afirmou Campos.


Um comentário

  1. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 25 de junho de 2014 – 15:49 hs

    R NADA do Prefeito se manifestar.
    Nada de alguma atitude da URBS.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*