Cobradores entram em greve e maioria dos ônibus circula com catraca livre em Curitiba | Fábio Campana

Cobradores entram em greve e maioria dos ônibus circula com catraca livre em Curitiba

10502289_738113066246997_4811981062905528087_n

Da BandNews FM Curitiba:

A maioria dos ônibus circula sem cobradores, com catracas livres, nas ruas de Curitiba e região metropolitana. Os cobradores entraram em greve nesta quinta-feira (26). O Sindicato dos Motoristas e Cobradores realizou assembleias nas garagens das empresas dos transporte coletivo e a greve por tempo indeterminado foi aprovada. Nesta quarta-feira (25), à noite, a audiência de conciliação no Tribunal Regional do Trabalho terminou sem acordo entre trabalhadores e empresas.

Algumas linhas de ônibus estão com atraso por causa da realização das assembléias e da tentativa de algumas empresas de impedir a saída dos ônibus sem cobradores.

Em função da greve, a Urbs autorizou a circulação dos coletivos sem a presença dos cobradores. Algumas motoristas também aderiram à greve por entenderem que o trabalho deles fica prejudicado sem a presença dia cobradores. Segundo alguns usuários, as passagens foram cobradas normalmente em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba.
Ouça as atualizações ao vivo pelo rádio, em 96,3 FM.


2 comentários

  1. tadeu rocha
    quinta-feira, 26 de junho de 2014 – 10:44 hs

    SE ISSO FOR VERDADE , EU ATÉ CONCORDO COM A GREVE, EXEMPLO SE UM LADRÃO ENTRAR E ROUBAR O COBRADOR TEM QUE PAGAR ETC, QUER DIZER OS EMPRESÁRIOS NÃO PAGAM NADA, OS COBRADORES QUE JÁ GANHAM UMA MICHARIA TEM QUE PAGAR QUE CULPA ELES OS COBRADORES ATÉ OS EMPRESÁRIOS , MAIS ELES PAGAREM ESTA ERRADO, TEM QUE ACHAR OUTRA SOLUÇÃO E PONTO FINAL.

  2. justino bonifacio martins
    quinta-feira, 26 de junho de 2014 – 10:57 hs

    Será quer não é mais uma armação dos donos das empresas para aumentar tarifas dos ônibus. É justa a reivindicação dos trabalhadores mas somos contra o aumento das tarifas visto que os empresários, há anos, que estão ganhando sempre e continuadamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*