Barros comemora liberação de recursos para o Trem Pé-Vermelho | Fábio Campana

Barros comemora liberação de recursos para o Trem Pé-Vermelho

ricardo-barros-01-470x704

Ricardo Barros (PP) comemora a liberação de recursos do Ministério das Cidades para o projeto do Trem Pé-Vermelho, que ligará as regiões metropolitanas de Maringá e Londrina. A liberação foi publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União. O Paraná pede R$ 10,7 milhões a fundo perdido e a expectativa é que seja liberada a quantia integral.

Ricardo Barros, junto com a Agência Terra Roxa, foi um dos principais articuladores do Trem Pé-Vermelho, considerada pelo próprio BNDES a de maior viabilidade econômica entre 14 trechos estudadas em todo o país. Ele lembra que Maringá já vem se preparando para a obra há alguns anos. A cidade rebaixou 7,5 quilômetros da linha férrea que cruza a cidade e recentemente assinou também com o Ministério das Cidades um financiamento de R$ 70 milhões para a construção de um terminal intermodal que vai integrar o Trem Pé-vermelho com os ônibus de transporte urbano e metropolitano.

Mais informações no ODiario.


3 comentários

  1. Loop
    terça-feira, 24 de junho de 2014 – 12:41 hs

    No tempo do Império trens utilizavam água (caldeiras).
    Se a tecnologia não houvesse batida no desinteresse … Bem deixa prá lá …
    … hoje cobram para tratar do esgoto e jogam no rio para que a cidade abaixo reaproveite … (?). Ué? Não é pago para tratar do esgoto? Se a cidade rio abaixo aproveita, não deveria ser aproveitado no mesmo local? Epa,! Mudei de assunto …

  2. silvania
    terça-feira, 24 de junho de 2014 – 15:16 hs

    10,7 milhões ??????????? não pode ser só isso !!!!

  3. o amigo do povo
    terça-feira, 24 de junho de 2014 – 19:41 hs

    Parabéns deputado, é melhor voltar no tempo do que ficar parado. Quem vai ganhar com isto são as cidades ao longo da estrada. O agronegócio agradece penhoradamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*