Gravíssimo | Fábio Campana

Gravíssimo

unnamed

Do Luiz Geraldo Mazza

A denúncia de que o prefeito Gustavo Fruet permitiu que o setor público não interviesse na coordenação do metrô, feita pelos presidentes do Crea e do CAU, Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura e Conselho de Arquitetura e Urbanismo, é chocante. É privatização para ninguém botar defeito, embora não tenha sido por isso, mas por puro vandalismo, que lançaram um vaso sanitário, uma privada, contra o portal da prefeitura. Como é que pode a cidade que gerou modelos como o do transporte público e da política de usos de solos tornar-se leiga num assunto de sua soberania? Parece coisa da Fifa.


12 comentários

  1. Coelho Ricochete
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 14:50 hs

    Mais que gravíssimo. É BURRÍSSIMO!

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 15:33 hs

    Este metrô é como ponte e fonte luminosa em cidades da roça. Nossa metrópole jeca, que conserva a cultura e a mentalidade da vilinha de N.S. da Luz, precisa ter um metrô, nem que seja ligando nada com coisa alguma, alguns metros podem ser. Apenas para enganar a torcida, como o jardim botânico, que não é jardim, nem botânico; ou como o viaduto estaiado, projetado para ser visto do aeroporto de São José dos Pinhais. Uma pândega de cidade, com políticos perfeitos para competir com Sucupira, que é nossa co-irmã, já que possui no nome a mesma e sugestiva sílaba.

  3. zangado
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 17:36 hs

    De tanto triunfar as nulidades … bem estamos cansados; não há esperança, ao menos a curto prazo, para sairmos da mediocridade imperante nas gestões públicas.

  4. parana neto
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 18:42 hs

    …Um falso executivo municipal !!!! ,quanto mais ouvir melhor…os orgãos deixados de fora ,representam muito em relação ao aspecto tecnico principalmente de viabilidade….não ouvir é esquecer o passado democrata que deixou morrer…agora é o que eu quero…..
    e adeus mundamos do mundo….

    pn.

  5. Fernando Francisco Fontana
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 19:04 hs

    O Guga está é pagando a conta da campanha de 2012. Só isso.

  6. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 19:41 hs

    Quero saber da GRANA para o Metrô.

    Já é a 3ª “inauguração”, sem que a Dilma libere o dinheiro.

    Inauguração de PROMESSA.

    Prometo que vamos liberar XXXX $$,

    Só promessas,
    Nada mais!

    Quero saber quanto já foi DEPOSITADO na conta da Prefeitura.

    É muuuiiiiittttaaa Inauguração e
    POUCO dinheiro.

  7. wise man
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 20:15 hs

    Isto nem é gravíssimo e nem burrissimo, é uma estupidez desde o começo. Estudos sobre o metro tem as pilhas lá no IPPUC, no Crea e na CAU. Agora só falta que a família dona de quase todo o transporte público da cidade também seja dona do metro. O Guga a cada dia que passa nos decepciona mais.

  8. Cavallin
    quarta-feira, 7 de maio de 2014 – 22:11 hs

    Esse método do Guguinha Fruet de fazer metrô tá muito esquisito mesmo. O Beto Richa percebeu que é um barco furado.

  9. Engenheiro
    quinta-feira, 8 de maio de 2014 – 0:02 hs

    Correção: CREA-PR = Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado Paraná.

  10. FUI !!!
    quinta-feira, 8 de maio de 2014 – 5:55 hs

    Quando o Lerner criou a canaleta para o biarticulado o momento era
    outro. Já cumpriu dignamente a sua função. Obviamente Curitiba pre-
    cisa urgentemente do metrô. O Fruet que outrora foi contra, hoje se-
    gue como fiel escudeiro do projeto, mas do lado errado. O cara nem
    sabe como anda o projeto e de quebra concorda com a terceira
    “inauguração” por parte da Dilma… Vai inaugurar o quê ??? a pedra
    fundamental na CIC !? Quem votou neste prefeito malaco que cur-
    ta as burrices…

  11. nelson luiz de oliveira
    quinta-feira, 8 de maio de 2014 – 10:30 hs

    Bom dia, mas não foi o Ratinho Junior que liberou ou metrô para Curitiba?????

  12. Dieter
    quinta-feira, 8 de maio de 2014 – 19:57 hs

    Pois é, votaram no burro, agora aguentem!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*