Fruet vai a São Paulo protestar contra Dilma | Fábio Campana

Fruet vai a São Paulo protestar contra Dilma

1505-gustvo-fruet-e-dilma

Da Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo:

Cerca de 50 prefeitos, de cidades como Belo Horizonte, Porto Alegre, Florianópolis e Curitiba, vão se reunir em SP na próxima semana. Entre outras pautas, vão discutir a renegociação das dívidas dos municípios, adiada por pressão do governo federal, e o pagamento de precatórios, em debate atualmente no STF. Outra questão que deve dar margem a queixas e protestos é a “crescente judicialização do IPTU”. Cortes como o Tribunal de Justiça de SP proibiram o reajuste do imposto, o que é definido, em documentos do encontro, como “crescente intromissão do Judiciário em assuntos do cotidiano das cidades”, que não teriam “como fechar as contas”.


2 comentários

  1. Sociedade Responde
    quinta-feira, 15 de maio de 2014 – 18:42 hs

    Quanto a protestar é um direito, principalmente quando esses direitos são usurpados pela própria União, que é quem deveria cuidar com mais atenção e respeito pela unidade e bem estar dos estados-membros da Federação. ** Porém, discordo da afirmação da “crescente intromissão do Judiciário em assuntos do cotidiano das cidades”, que não teriam “como fechar as contas” ** Primeiro, não é verdade que o Judiciário se intromete em assuntos do cotidiano das cidades. ** Porém, o Judiciário é chamado pelo cidadão a atuar em defesa dos seus direitos, quando essas mesmas prefeituras se arvoram em busca de dinheiro para tapar os buracos financeiros, criados sim, pela ganância do governo federal em relação aos impostos municipais, e também pela má utilização das verbas públicas, o que gera deficiência de caixa. ** O Judiciário tem atuado sempre em defesa do cidadão quando instado a se pronunciar sobre aumentos abusivos que às prefeituras querem impingir aos proprietários de imóveis, muito além da inflação e do aceitável, como aconteceu em São Paulo e em muitas outras cidades brasileiras, num verdadeiro acinte. Essa é a verdade.

  2. Chrystian Sobania
    sexta-feira, 16 de maio de 2014 – 13:07 hs

    Concordo com a sociedade, e Gustavo Fruet como gestor esta deixando muito a desejar, esta história que há uma herança e etc já deu. Se sabia que tinha, por que se candidatou.

    Outra, é um novo plano diretor, com maiores valores de IPTU’s e ainda, deve ser observada áreas que se tornaram futuras especulações imobiliárias e seus proprietários.

    O velho método de colocar a culpa no outro já foi. O povo quer menos blá blá blá e mais ação.

    Chrystian Sobania

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*