Embaixador da Ucrânia no Brasil vem à Curitiba pela paz | Fábio Campana

Embaixador da Ucrânia no Brasil vem à Curitiba pela paz

O encontro será realizado na Sociedade Ucraniana do Brasil, em Curitiba. O objetivo é interceder pela paz na Ucrânia e por eleições justas no próximo domingo (25), bem como o respeito da territorialidade e soberania do país.

O embaixador da Ucrânia no Brasil, Rostyslav Tronenko, e sua esposa, Fabiana Tronenko, desembarcam nesta sexta-feira em Curitiba para se unirem à colônia de ucranianos no Paraná, a maior do Brasil, em favor do restabelecimento da paz na Ucrânia, que vai às urnas neste domingo (25) para decidir democraticamente o futuro presidente do país.

No evento, o embaixador, a embaixatriz e a comunidade ucraniana paranaense vão se unir em oração junto com os cinco continentes pedindo para que haja uma eleição justa. Cada um dos cinco continentes será representado em uma oração. Na América do Sul, quem fará a oração será a embaixatriz Fabiana Tronenko. “Não queremos guerra, queremos viver em nosso território sem interferência de ninguém e que a nossa soberania e territorialidade sejam respeitados”, disse a embaixatriz. Ao meio dia, horário da Ucrânia, os moradores vão subir nos montes cárpatos para se unir em oração com os descendentes de diversos locais do mundo.

Para o embaixador Rostyslav Tronenko, a campanha presidencial de 2014 será realizada em condições de tensões político-sociais e desafios de segurança que a Ucrânia enfrenta pela primeira vez em sua história moderna. Entretanto, foram criadas praticamente todas as condições jurídicas e organizacionais necessárias para a realização da votação, para que ninguém pudesse questionar seu caráter democrático. Foram registrados 21 candidatos, que representam todas as regiões e partidos políticos da Ucrânia.

Existe quase uma unanimidade da comunidade internacional em apoio à importância especial das eleições presidenciais livres e democráticas na ucrânia – incluindo a grande maioria dos membros do Conselho de Segurança da ONU.


Um comentário

  1. Parreiras Rodrigues
    sexta-feira, 23 de maio de 2014 – 18:56 hs

    O lulodilmismo se mantém fiel ao amor pela esquerda estúpida e atrasada, vivendo pornográfica suruba com Irã, Iraque, o chavismo aqui no Cone Sul, mais o castrismo lá no meio. Num um pio até agora a favor da Ucrania em que pese a sua populosa colonia aqui no Brasil.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*