Osmar Dias confirma que não disputará as eleições de 2014 | Fábio Campana

Osmar Dias confirma que não disputará as eleições de 2014

Do Bonde:

Cotado para assumir a vaga de vice-governador na chapa encabeçada por Gleisi Hoffmann (PT), o ex-senador Osmar Dias (PDT) anunciou neste sábado (5) que não irá disputar nenhum cargo eletivo em outubro. Por meio de nota oficial, reproduzida na página do PDT de Curitiba, ele afirmou que pretende permanecer como vice-presidente de Agronegócios e Micro e Pequenas Empresas do Banco do Brasil, em Brasília, “com extrema dedicação e absoluta seriedade”. Conforme determinação do Superior Tribunal Eleitoral (TSE), o prazo para desincompatibilização de ocupantes de cargos públicos que desejam concorrer se encerra hoje.

Osmar escreveu que abriu mão de postular a vaga ao Senado, como desejava o PT, para não enfrentar seu irmão, Alvaro, candidato à reeleição. Neste ano, o Paraná possui apenas uma cadeira aberta, justamente a do tucano. “Tenho que voltar a falar em dignidade, caráter e respeito. Enfrentar um irmão de sangue numa disputa eleitoral não seria um desrespeito somente a minha família, mas uma agressão à população que sempre me respeitou. Seria uma negação dos valores morais que herdei dos meus pais”, justificou.

O pedetista falou ainda que, embora honrado com os convites que recebeu, dará sua contribuição de outra forma. “Agradeço o reconhecimento daqueles que entendem ser importante participar do processo eleitoral em busca de um mandato. O fato de não disputar a próxima eleição, não significa que me afastarei de minhas responsabilidades de homem público”, completou. No dia 14 de março, ao participar do encontro com o ex-presidente Lula na capital paranaense, Osmar já tinha garantido que apiaria tanto Gleisi como a presidente Dilma Rousseff (PT). “Nós não fizemos uma aliança para disputar a eleição em 2010. Fizemos uma aliança para oferecer um projeto ao Paraná e ao Brasil”, discursou à época.

Com a desistência de Osmar Dias, ganha força a possibilidade de o vice-presidente da Câmara, André Vargas (PT), ser o escolhido para a candidatura ao Senado. O deputado federal Dr. Rosinha (PT) já afirmou, porém, que também colocará seu nome à disposição do partido, se dispondo inclusive a bater-chapa com o londrinense na convenção da legenda, ainda a ser definida.


11 comentários

  1. Roberto santos
    sábado, 5 de abril de 2014 – 21:55 hs

    Cagão. Abandonou os amigos, os companheiros de Partido, os seus eleitores.Tem que sair imediatamente do BB. O Requião estava certo sobre ele. Viveu sempre encostado no brilho do irmão, desde que começou no Gov.do José Richa, na Codapar

  2. NA CORDA BAMBA
    domingo, 6 de abril de 2014 – 5:26 hs

    O Osmar não iria bater de frente com o irmão Álvaro e alem de que
    a “boquinha” para algum cargo importante estará sempre à disposi-
    ção !!!

  3. mauricio
    domingo, 6 de abril de 2014 – 8:18 hs

    COVARDE………..TEM UM CARGO DE DIRETORIA EM BANCO OFICIAL, VAI QUERER MAIS, TA COM A MAO DENTRO DO JARRO.

  4. Vigilante do Portão
    domingo, 6 de abril de 2014 – 10:10 hs

    Cansou de perder.

    Melhor ficar na “boquinha” do BB.

  5. lombrusco
    domingo, 6 de abril de 2014 – 17:34 hs

    Que bom! Já era tempo mesmo, vamos procurar eleger candidato melhor

  6. domingo, 6 de abril de 2014 – 18:27 hs

    Usou o bom senso,ele na da certo em políticas,tem muito ciúme do Irmao mais velho,isto,lhe faz muito mal, e de Familia exemplar em Maringa,muito respeitada pela comunidade,sempre foi anti PT,sao sei o que esta fazendo lá no BB.?..

  7. joaomarco
    domingo, 6 de abril de 2014 – 19:00 hs

    Para quem está numa cadeira cofortável, porque arriscar!
    O Osmar está se distanciando de seus “eleitores”, foram dois nocautes, sendo o último avassalador para o Beto Richa, algo que ninguém esperava.
    O Beto está com a máquina na mão e ainda controla um grupo representantivo dentro do PMDB, além de contar com apoio do Ratinho (populista). Tem a reeleição como certa.
    O maior fator que poderia afetar o desempenho talvez por conta de algum escândalo…mas, o que parece o “homem’ está bem encapuzado, vejam o caso da sogra, e o assessor ainda é premiado com cargo gordo na sanepar. O “cara” foi benzido, e se articula muito bem, é de dar inveja a oposição, e aos maridos das eleitoras.

  8. Palpiteiro
    domingo, 6 de abril de 2014 – 20:29 hs

    Osmar aprendeu a lição e não ouviu o canto da sereia que o afundou em 2014. Serviu de escora para a eleição do senador belzebu, sem o que o Paraná teria se livrado dele.

  9. vanderley
    segunda-feira, 5 de maio de 2014 – 21:51 hs

    alvaro sera

  10. Cláudio
    quarta-feira, 20 de agosto de 2014 – 21:45 hs

    E saber que em 2006 fui fiscal de urna para este senhor. Osmar Dias. Enfrentei a furia de funcionários publicos “Requianistas”. Decepçao total foi ver que em 2010 este senhor subiu no palanque com Lula DIlma, Gleise e quem diaria; Requião. Desde então só voto para governador e presidente.. Quando ao resto? Não me interesso mais.

  11. dafne
    sábado, 4 de outubro de 2014 – 11:23 hs

    Ai gente…na boa, o Osmar tá certíssimo de deixar essa história de política pra lá. Ele com certeza se desgostou e se recusa a apoiar a bandilma. Ele sempre foi honesto e não quis ter seu nome ligado a essa sujeira.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*