Fecha cerco entre Vargas e doleiro | Fábio Campana

Fecha cerco entre Vargas e doleiro

Mensagens revelam que Alberto Youssef prometeu “independência financeira” a parlamentar paranaense

Da Gazeta do Povo:

Mensagens de texto interceptadas pela Polícia Federal dentro das investigações em torno da Operação Lava Jato devem complicar ainda mais a situação do deputado federal André Vargas (PT). Em conversas com o petista, o doleiro Alberto Youssef, preso em Curitiba, fala que está trabalhando para fazer a “independência financeira” dos dois. Em outro trecho, ele afirma que está “no limite” e precisa “captar”. “Vou atuar”, responde Vargas. Novas revelações apontam ainda que o patrimônio do parlamentar cresceu 50 vezes desde que ele entrou na vida pública.

A ligação entre Vargas e Youssef, de quem o petista diz ser amigo há duas décadas, começou a ser exposta no início da semana com a divulgação de que o petista viajou de férias com a família para a Paraíba em um jatinho arranjado pelo doleiro. Os dois também trataram de interesses da empresa química Labogen, ligada a Youssef, que teria sido usada para fazer remessas de US$ 37 milhões ao exterior, de acordo com a PF.

Nas conversas, eles fazem menção a contatos com o secretário de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos do Ministério da Saúde, Carlos Gadelha. Por meio de “contatos políticos” como o de Vargas, segundo depoimento à Polícia Federal de um dos sócios da empresa, o doleiro conseguiu financiamento de R$ 31 milhões da pasta – o acordo foi cancelado na última quinta-feira. Para isso, a Lagoben teria se associado à EMS, laboratório com o maior faturamento no país, de R$ 5,8 bilhões em 2012. A suspeita da PF é que a Labogen, cuja folha de pagamento é de apenas R$ 28 mil, foi usada apenas para pagar propina a servidores públicos, por causa da diferença de porte entre as empresas.

“Estamos mais fortes agora. Vi documento com o Pedro [Argese, sócio da Lagoben]. Ele estava no voo de volta de Brasília. Ele estava com o documento da parceria com a SEM”, escreveu Vargas para Youssef, em setembro do ano passado via celular. “Cara, estou trabalhando. Fique tranquilo. Acredite em mim. Você vai ver quanto isso vai valer. Tua independência financeira e nossa também, é claro!”, foi a resposta. Na sequência, o doleiro diz que está “enforcado” e precisa da ajuda do petista “para captar”. Vargas garante que “vai atuar”.

Patrimônio

Além das relações suspeitas de Vargas com Youssef, reportagem publicada ontem pelo jornal O Globo mostra que, apenas nos dez anos que separam a primeira eleição, como vereador de Londrina, em 2000, para a última disputa para a Câmara, em 2010, o patrimônio do parlamentar cresceu 50 vezes. Até entrar na política, ele tinha um Monza 1993, avaliado em R$ 9 mil, e a sociedade em três pequenas empresas, cujas cotas somavam R$ 2,1 mil.

A partir de 2006, no entanto, o petista comprou um terreno de 121 mil metros quadrados em Ibiporã por R$ 100 mil, além de outra casa e um lote em Londrina por R$ 21,5 mil. Os tempos de Monza foram esquecidos e o deputado chegou às eleições de 2010 como proprietário de três caminhonetes: Toyota Hilux, GM Tracker e Hyundai Vera Cruz. Na mesma época, tornou-se dono de duas empresas, com capital social de R$ 23,5 mil. De acordo com sua declaração, Vargas guardava R$ 56,2 mil na Caixa. O patrimônio total declarado na eleição passada foi de R$ 572 mil. Em nota, Vargas afirmou que a evolução patrimonial dele “é totalmente compatível com minha renda ao longo desses dez anos”.


7 comentários

  1. PIMENTA PURA
    domingo, 6 de abril de 2014 – 10:42 hs

    Está na hora da Camara dos Deputados expurgar este cara.
    O cara é Deputado Federal pelo Paraná !? Como fica este vexame
    eleitores Paranaenses ????

  2. Paranaense
    domingo, 6 de abril de 2014 – 13:15 hs

    É preciso emancipar o Paraná como estado independente.
    Brasília é antro de bandidos, ladrões, corruptos, vigaristas, assassinos, gigolôs.
    Somos paranaenses e não somos nem nunca fomos ‘brasileiros’.
    Ser ‘brasileiro’ é ser um dos 200 milhões de pessoas semi-escravizadas pelas quadrilhas e camarilhas de ‘brasília’.
    Fim do ‘poder legislativo’ já com o fortalecimento do Poder Judiciário sob o manto da meritocracia e de rigorosíssimo código de conduta.
    Fim do ‘crime’ de desacato à ‘otoridade’ e instituição do Crime Contra O Cidadão Do Paraná.
    Unificação da polícia sob jurisdição do Poder Judiciário, e não mais do ‘poder executivo’.
    Os ladrões vão para ‘brasília’ roubar, enriquecer e prejudicar aposentados, adoentados, assalariados etc.
    Quem não vê o problema é porque faz parte do problema, lucra com o problema ou é beneficiado direta ou indiretamente pelo problema que já se degenerou em histórico genocídio de uma população inteira
    PELA EMANCIPAÇÃO DO PARANÁ JÁ! AGORA! DEMOROU! PRA ONTEM!

  3. Curitibano
    domingo, 6 de abril de 2014 – 16:43 hs

    Leiam todos:

    http://veja.abril.com.br/blog/rodrigo-constantino/corrupcao/ficou-claro-o-motivo-pelo-qual-o-pt-defende-o-controle-social-da-imprensa-ou-pede-para-sair-andre-vargas/

  4. FUI !!!
    domingo, 6 de abril de 2014 – 17:16 hs

    Quero saber onde anda a Receita Federal !!! A tigrada rouba de
    cara lavada e aumenta o patrimonio em milhões e nada paga. O
    pobre contribuinte não pode sonegar a compra de um quilo de feijão
    que a Receita larga uma multa imediatamente. Este país não é sério.
    É o país do colarinho branco…

  5. wilson lazaroto
    domingo, 6 de abril de 2014 – 19:44 hs

    Demoro para pegar este André Vargas, até que fim, este arrogante terá o que merece, destilador de veneno, agora que receba o que plantou, mas para ele não haverá soro-ofídico que o salve.

  6. Palpiteiro
    domingo, 6 de abril de 2014 – 20:15 hs

    É o teorema da areia movediça: quanto mais se mexe, mais se afunda…

  7. Alexandre Julio
    segunda-feira, 7 de abril de 2014 – 18:37 hs

    Caiu mais um “moralista”.

    Andre Vargas vai para a extensa lista de malfeitores do PT.

    Eta partido bom para reunir malfeitores, mensaleiros, banqueiros, doleiros… É uma festa com nosso dinheiro

    Gleisi, agora que Vargas não dobrará contigo nas eleições, peça para ele coordenar a parte financeira, afinal ele precisa arrumar a “independencia financeira”….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*