Dilma diz que será candidata com ou sem o apoio da base aliada | Fábio Campana

Dilma diz que será candidata com ou sem o apoio da base aliada

dilmaInjuriada com a crescente manifestação de sua infiel base a favor do “volta Lula”, Dilma declarou, nesta quarta-feira, em entrevista a rádios da Bahia, que será candidata com ou sem o apoio da base aliada.

“Gostaria muito que, quando eu for candidata, eu tivesse o apoio da minha base, da minha própria base. Agora, não havendo esse apoio, a gente vai tocar em frente”, disse a presidente, dois dias após parte da bancada do PR, partido da base do governo, ter pedido a substituição de Dilma pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Com a queda vertiginosa da presidente nas pesquisas, o movimento pró-Lula só tende a crescer. Aguardem os próximos capítulos.


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 11:10 hs

    É a rebelião dos postes. A criatura sempre se volta contra o criador. É da natureza das coisas. Mas, a rebelião dura somente até as pesquisas revelarem se é viável ou não a candidatura. Se não for, ainda que seja durante a campanha, o instinto de preservação da espécie lulopetista vai falar mais alto e o criador voltará montado num jegue branco.

  2. tadeu rocha
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 11:13 hs

    DIZ…. MOVIMENTO PRÓ LULA O DEUS NÃO SEI DO QUE, TENDE A CRECER. AGUARDEM, LULA OS BRASILEIROS ESTAO CANSADO DE TANTA COISA RUIM QUE ESTA ACONTEÇENDO DE RUIM DO TEU PARTIDO, NAO SE LUDA LULA VOCE NÃO ESTA COM ESSA CORDA TODA MUDA BRASIL…

  3. Saul de Lima Brenzink
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 12:58 hs

    A Presidente Dilma é a única que tem a seu favor a desculpa de que não sabia de nada. Eu acredito que ela não sabia mesmo. O Lula espertamente a conduziu a presidência para não ter que apoiar nenhum dos já conhecidos safados do PT. Mas não adiantou, os corruptos se embrenharam pelos vários cargos do governo e, onde tiveram acesso ao dinheiro, meteram a mão sem dó nem piedade. Sim, porque grande parte desse dinheiro são gerados pelos impostos pagos pelos brasileiros. E a Presidente Dilma não teve como controlar os infortúnios causados pelos companheiros. Ela até tentou limpar a casa mas era muita sujeira junta, todos lulistas, que o barco afundou. Agora, para finalizar, vão dar o tiro de misericórdia na Presidenta com o apoio do volta Lula. E podem ter certeza que isso está escrito nas estrelas. Vai acontecer. Mas esperamos que o coro dos ajuizados replique e faça uma limpeza neste país. Ninguém em sã consciência quer a quadrilha PT em qualquer governo. Xô Satanás.

  4. Marisa
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 16:27 hs

    Nenhum nem outro. Pois é, quem senta na cadeira não quer mais sair. O poder corrompe.

  5. Sociedade Responde
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 19:15 hs

    Na verdade, este governo nunca teve uma base aliada para chamar de sua, firme, coesa, determinada a dar a devida sustentação política à Dilma Rousseff. ** Sempre foi um arremedo de muitas conveniências e interesses inconfessáveis publicamente, que entra no quarto ano de mandato da “presidenta” na base do açoite, da pressão, da troca de farpas e, com objetivos outros, como se bem vê, de minar a já devastada popularidade da suprema mandatária. ** Não estará errado quem analisar pelo ângulo de que esta base, ao invés de aliada, é sim uma ‘base alugada’ e bem paga pelo governo para ter a atenção devida nos assuntos de interesse desse mesmo governo que, nem sempre, por outro lado, é o melhor para os cidadãos brasileiros. ** Mas o preço da exigência é pago, quer seja com dezenas de cargos e penduricalhos nos ministérios e estatais, ou mesmo através das chamadas emendas parlamentares, ou mesmo por outras vias, às quais o STF tem constantemente se pronunciado de que não são republicanas. ** Mas, no Congresso, essa base híbrida – aliada/alugada –, está sempre de prontidão para nova rebelião, sempre que a presidente não corresponde às ambições destes parlamentares. ** Lamenta-se, no entanto, que os ilustres parlamentares não tenham a mesma ligeireza quando se trata de defender – firme e forte – os interesses da sociedade agredida, mal tratada e surrupiada. ** Basta ver a situação calamitosa da segurança pública nos quatro cantos do país, portos e vias navegáveis completamente sucateados – enquanto governo brasileiro financia o novo porto de Cuba, com investimentos do BNDES, em torno um bilhão de reais. ** Aeroportos de péssima qualidade, sem falar nas estradas brasileiras, muitas delas intransitáveis. Mas, o governo brasileiro também financiou abertura e pavimentação de estradas na Bolívia, de Evo Morales. ** Essas incoerências, bem como o perdão da dívida de país africano, cujo presidente agora, recentemente, no casamento de sua filha, deu aos convidados como ‘lembrança’, nada menos do que um iPode banhado a ouro. É mole? ** Isso os nobres parlamentares não contestam, na defendem a sociedade cujos impostos deveriam ter prioridade para obras internas, de acordo com as necessidades do país. ** Somos um país pobre sim. Somos ricos em extensão territorial, em minérios, na produção de grãos e tantas outras riquezas que, lamentavelmente, pela péssima administração do país e o alto nível de corrupção, não permitiu, ainda, que o Brasil desse o grande salto para a pujança, sem recaídas, sem malabarismos, sem interesses mesquinhos de políticos e politiqueiros de rabo felpudo que mais atrapalham o desenvolvimento nacional do que ajudam. ** Tem muita gente se elegendo a cada eleição para cuidar dos próprios interesses e dos afiliados, agregados, consorciados e apaniguados. Alberto Yousseff que o diga.

  6. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 30 de abril de 2014 – 20:59 hs

    Seria UMA MENSAGEM CIFRADA?

    “Não vão me dar um ATESTADO DE INCOMPETÊNCIA”.

    O “VOLTA LULA”, ensaiado até pela Base Aliada (aliada?), seria um atestado de incompetência para a Dilma.

    Dilma, na verdade, está sendo sacrificada.

    E nem pode CULPAR o GOVERNO ANTERIOR.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*