Deputados autorizam operação de crédito de R$ 250 mi no BNDES | Fábio Campana

Deputados autorizam operação de crédito de
R$ 250 mi no BNDES

Os deputados autorizaram hoje, em segunda discussão, o Governo do Paraná a contratar empréstimo de R$ 250 milhões junto ao BNDES. Os recursos serão usados em projetos de parcerias público-privadas e programas de financiamento direto a agricultores e comerciantes. O projeto segue agora para sanção do governador Beto Richa (PSDB).

Quase a metade dos recursos – R$ 120 milhões – será usada no Programa de Capitalização da Conta-Garantia para os projetos de parcerias público-privadas. Os recursos, na forma de financiamento, vão garantir contratos na área de infraestrutura rodoviária.

Um dos projetos de PPP que será firmado é o de duplicação e modernização do Corredor da PR-323, que liga Maringá a Francisco Alves, rodovia de 220 km, uma das maiores do Estado. Só essa obra vai gerar 4 mil empregos durante a execução e mais 885 empregos durante todo o período de concessão.

O restante dos recursos do empréstimo junto ao BNDES será investido em programas de Apoio ao Desenvolvimento de Empreendimentos Estratégicos do Paraná. De acordo com o projeto, a meta do governo do estado é aplicar R$ 130 milhões, em forma de financiamento direto a empreendimentos nos setores de agricultura, comércio, indústria e serviços.


Um comentário

  1. Vigilante do Portão
    quarta-feira, 9 de abril de 2014 – 11:01 hs

    Na falta de melhores argumentos, a oposição se apega ao descumprimento dos 12% para Saúde.

    FALÁCEA.

    A questão é:

    Outros Estados, em situação idêntica, RECEBERAM EMPRÉSTIMOS?

    SIM!

    Entre eles, O Rio Grande do Sul, São Paulo, Maranhão, Paraíba.

    No caso do RS, o Estado, governado pelo PT, acaba de receber R$480 Milhões.
    Não é para nenhum projeto, a grana servirá, conforme nota da STN, para COBRIR FALTA DE CAPITAL DE GIRO.

    Trocando em miúdos:
    Para cobrir despesas correntes.

    Aliás, nas palavras do Tarso Genro, governador do RS, “O Estado está Falido”, leiam a matéria na Folha.

    Então, um Estado FALIDO e que descumpre as regras da LRF, recebe R$480 Milhões, SEM QUALQUER QUESTIONAMENTO DA STN ou da “thurma” do PT?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*