O que está em jogo na disputa PMDB-Planalto | Fábio Campana

O que está em jogo na disputa PMDB-Planalto

Por Gerson Camarotti

Caciques peemedebistas avaliaram neste domingo no Palácio do Jaburu, residência oficial do vice-presidente, que esta é a última oportunidade para definir o espaço do PMDB tanto no governo Dilma como também nas eleições de 2014. Isso aconteceu depois que Dilma demonstrou resistência em ampliar o espaço do partido em conversa que teve com o vice-presidente, Michel Temer.

Alguns avaliam que o partido, a esta altura do campeonato, não terá outra opção a não ser seguir com Dilma. Argumentam que o partido hoje tem a vice-presidência e um espaço significativo no governo.

Mas essa não é uma posição unânime dentro do PMDB. Outro grupo avalia que neste momento o que vale é a sobrevivência do partido e que o mais importante é ampliar as bancadas na Câmara e no Senado, além de tentar conquistar o maior número de governos estaduais.
Para o Palácio do Planalto, o que está em jogo é o tempo de televisão do PMDB, segundo maior partido da aliança governista, atrás apenas do PT. O único temor de articuladores políticos da presidente Dilma é que o PMDB fique neutro, como na disputa de 1998, quando o tempo do partido ficou repartido entre os demais candidatos.
Hoje Dilma tem cerca de 12 minutos na televisão e o PMDB contribui com mais de um quarto desse total.
Outra possibilidade seria o PMDB apoiar o candidato Aécio Neves, do PSDB, mas esse é um cenário considerado hoje mais remoto pelo Planalto.
Na disputa pelo sexto ministério para o partido, o que o PMDB tenta é aproveitar a oportunidade para se impor, porque avalia que o PT tem asfixiado todos os instrumentos do partido dentro do governo. A cúpula do PMDB avalia que os petistas trabalham para desidratar a bancada peemedebista na próxima legislatura.
O PMDB considera ainda que se não conseguir ampliar o espaço no governo neste momento, em que Dilma precisa do tempo de TV do partido, não terá condições de conseguir esse objetivo em um eventual segundo mandato da presidente.


3 comentários

  1. Do Interior....
    segunda-feira, 10 de março de 2014 – 17:24 hs

    Definir o “espaço” ou “quanto” é o valor do aluguel do tempo de TV.

    Lacaios, bolivarianos!!!!!!

    O PMDB ainda vai se fu… Este PT quer o poder sozinho. O PT não é um animal de confiança, é traiçoeiro, sórdido e voraz como o Demônio!.

  2. azeite
    segunda-feira, 10 de março de 2014 – 20:50 hs

    Querem mais o quê ?? As vísceras ??

  3. Gardel
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 10:18 hs

    Falta mais dinheiro e poder para esses aliados do PT.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*