Greve nas Universidades Federais inicia no dia 17 de março | Fábio Campana

Greve nas Universidades Federais inicia no dia 17 de março

Os servidores técnico-administrativos da UFPR, UTFPR, HC, IFPR e UNILA, entrarão em greve no dia 17 de março por tempo indeterminado para lutar pela saúde e educação públicas de qualidade e pela valorização dos trabalhadores que atuam nessas áreas. A paralisação terá grande impacto nacional, uma vez que a pauta dos servidores federais é unificada, construída junto a FASUBRA.

O SINDISTEST, que representa a categoria no estado do Paraná, lançou nesta quinta-feira (06) carta aberta à comunidade universitária e à população explanando e pontuando as reivindicações da greve, qwue você vê no Leia Mais.

• A defesa das universidades públicas;
• Carreira, salários e condições de trabalho dignas;
• Piso de três salários mínimos; Data-base e negociação coletiva; Antecipação da parcela de 5% de reajuste programada para 2015;
• Fim das privatizações; Revogação das leis que criaram a EBSERH e o FUNPRESP;
• Em defesa da aposentadoria especial; Revogação das Orientações Normativas que reduzem o adicional de insalubridade;
• Turnos contínuos e jornada de 30h;
• Construção e reestruturação das creches nas universidades, sem municipalização;
• Em defesa do direito de greve e das demais garantias constitucionais de expressão, manifestação e organização política e sindical; Não ao “AI-5 padrão FIFA”; Abaixo a criminalização dos movimentos sociais.

A greve será deflagrada em um momento em que o Brasil sedia a Copa do Mundo, gastando verbas homéricas para os jogos, em detrimento a investimentos nas áreas de saúde e educação públicas, portanto, a pressão de negociações sobre o governo deverá ser uma das maiores da história do país.


Um comentário

  1. lucélia godoi
    quinta-feira, 6 de março de 2014 – 20:53 hs

    Vai ser difícil, calar a voz da indignação da sociedade, neste caso.
    Vale lembrar que o grito de gool, não pode calar os que estão desacreditados, na administração Federal. O CIRCO DOS GREGOS PODE NÃO VALER EM 2014.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*