Ao PMDB, só ministros honoríficos, diz Serraglio | Fábio Campana

Ao PMDB, só ministros honoríficos, diz Serraglio

O PMDB tem o comando de cinco ministérios ocupados por “ministros honoríficos”. A declaração é do presidente do PMDB do Paraná, deputado Osmar Serraglio, ao explicar que os representantes do partido ocupam pastas sem importância ou com poucos recursos para investimentos. “O tratamento recebido pelo PMDB, do governo federal, não é de alguém que está dentro do governo”, disparou Serraglio, ao falar da rebelião provocada pelo líder do partido na Câmara, deputado Eduardo Cunha.

De acordo com o presidente do PMDB do Paraná, dificilmente sairá alguma decisão da reunião da bancada com a presidente Dilma (PT), convocada para a tarde desta terça-feira. Ainda segundo Serraglio, a tentativa de isolar Eduardo Cunha não dará efeitos práticos. “Não é uma boa tática”, disse.

Ele também falou também sobre as articulações para a sucessão no Estado. Segundo Serraglio, agora existem duas alternativas para o partido: a primeira é candidatura própria, com o senador Roberto Requião, ou coligação com o governador Beto Richa (PSDB). Não existe mais ninguém, dentro do partido, que defende a candidatura do ex-governador Orlando Pessuti e a coligação com o PT de Gleisi Hoffmann.


10 comentários

  1. Coerente
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 10:02 hs

    Pra ministério o ideal é pessoa competente não xupim do partido

  2. azeite
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 10:03 hs

    a preocupação é com o país e com o povo, partido vai caga no mato

  3. verdades ja
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 11:52 hs

    O DEP OSMAR SERRAGLIO ,NAO CONSEGUE MANDAR NEM NOS FUNCIONARIOS DO PMDB DO QUAL E PRESIDENTE ,E QUER FALAR EM POLITICA NACIONAL.

  4. renato calixto
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 11:56 hs

    Entregue aos interesses do governador Beto Richa, as análises do Serraglio são mais desejos do que a verdade dos fatos.

  5. matahari
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 13:18 hs

    O PMDB precisa tomar vergonha na cara. O PT lhe dá as sobras e os restos como se faz com a cahorrada e eles ainda brigam por isso quando deveriam voltar suas atenções para o bem do povo e ajudar a escorraçar essa cambada que esta no governo. estão dessa forma dando sustentação as espertezas do Lula que enriquece mais, dia a dia. Deveriam era sim aprovar as CPIS propostas no Senado para poder passar esse Brasil a Limpo. Estão dessa forma que agem contribuindo para que um futuro negro de seus próprios filhos e netos que continuarão nas mãos desonestas dessa cambada que aí esta. Como é que pode o Lula estar fora dos processos do mensalão se era sim ele o “chefe da quadrilha”? E o PMDB em troca dos restos de comida que são lançadas ao chão pelo PT, faz que isso não é com eles. Cambada de vagabundos.

  6. Diógenes
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 13:53 hs

    Termo absolutamente incompatível com as partes ora em negociata.
    Honorífico pressupõe existência de alguma honra.

  7. Sergio R.
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 14:39 hs

    O PMDB nunca quis ser cabeça. Preferiu ser sempre rabo. Então o que merece é tratamento de rabo. É mentira Terta!

  8. terça-feira, 11 de março de 2014 – 17:44 hs

    Osmar Seraglio,para Vice de BETO,nao da dois turnos!!!!,E a decência contra a indecencia

  9. ORLANDO PESSUTI
    terça-feira, 11 de março de 2014 – 19:35 hs

    Prezado Fábio Campana e demais leitores deste blog ! Quando o Deputado Osmar Serráglio diz ” não existe mais ninguém, dentro do partido, que defende a candidatura do Ex-Governador Orlando Pessuti”, digo a vocês que ele está equivocado ou foi mal interpretado na sua manifestação. Digo isso pois já visitei ou me reuni com lideranças e delegados do PMDB de pelo menos uns 100 (cem) municípios nos meses de fevereiro e março deste ano e o que tenho percebido é a manifestação afirmativa em favor de minha pré-candidatura a Governador. Por todos os lugares por onde ando, pelos emails, telefonemas, sms, etc que tenho recebido no dia a dia, posso assegurar que estou convicto e certo da vitória da minha pré-candidatura a Governador na Convenção ou Pré-Convenção Estadual do PMDB. As duas derrotas que o nosso grupo impôs ao Requião (na Convenção Estadual de Dezembro de 2012 e agora na Convenção Municipal de Curitiba em Fevereiro de 2014) é a prova cabal de que vamos derrotá-lo na Convenção Estadual de Junho de 2014. QUEM VIVER, VERÁ.

  10. NA CORDA BAMBA
    quarta-feira, 12 de março de 2014 – 5:25 hs

    Com certeza a pior sensação é a de marido traído. Assim caminha
    o PMDB em todas as esferas políticas. Imagine ter um Vice Presiden-
    te da República do PMDB e ser igualado a marionete ???
    A Dilma faz o governo do jeito que quer, não dá a mínima para o
    PMDB e ainda os caras continuam se alimentando de migalhas que
    sobram. É simplesmente falta de identidade política. Assim o PMDB
    se iguala a todos os partidecos porque comprova-se que tamanho não
    é documento…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*