Paraná registra queda de 18% nos homicídios dolosos em 2013 | Fábio Campana

Paraná registra queda
de 18% nos homicídios dolosos em 2013

Do G1 PR:

O número de homicídios dolosos – com intenção de matar – no Paraná apresentou uma queda de 18% em 2013 na comparação com o ano de 2012. O balanço foi divulgado nesta quarta-feira (15) pela Secretaria Estadual de Segurança Pública. Em 2013, foram 2.575 ocorrências contra 3.135 no ano anterior.

Curitiba apresentou diminuição de 11,22% nos homicídios dolosos. Já na Região Metropolitana da capital paranaense a queda foi de 19%. Em Paranaguá, a queda foi de 4,49; em Ponta Grossa de 4,04%; e em São Mateus do Sul de 48,65%. Guarapuava registrou diminuição de 8% nos casos de homicídios dolosos; em Pato Branco a queda foi de 19%; em Francisco Beltrão de 19,23% e em Cascavel de 30,2%. Já a queda apresentada em Foz do Iguaçu foi de 28,5%; em Toledo de 34,38%; em Campo Mourão de 21,43%; em Maringá de 24,7%; em Rolândia de 43,08%; em Londrina de 42,61%; e em Telêmaco Borbafoi registrada uma queda de 22,58% nos homicídios dolosos.

De acordo com o secretário de Segurança Pública, Cid Vasques, o índice alcançado é reflexo do conjunto de ações que tem sido colocado em prática. Para ele, os números demonstram que as ações estão no “caminho certo”.

Com o total de homicídios dolosos registrados em 2013, o Paraná apresenta uma taxa de 23,36 homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes, com base na população informada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes). No ano anterior, a taxa era de 28,64 a cada 100 mil habitantes. Em 2011, ficou em 28,4, Já no ano 2010, a taxa chegou a 30,4.

Conforme a divulgação mais recente do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, a taxa nacional é de 24,3. A taxa de homicídios dolosos a cada 100 mil habitantes é um índice utilizado mundialmente para medir a eficiência e a eficácia das ações na área da segurança pública.


2 comentários

  1. carlos alberto
    quinta-feira, 16 de janeiro de 2014 – 10:44 hs

    O que ocorre na PM é maquiagem de números. Fomos proibidos de colocar a palavra homicídio nos boletins de ocorrência, devendo apenas constar atendimetno em local de morte. Se o cara não morrer no local e morrer durante o atendimento é para escrever lesão corporal. O atual comando da PM irá punir qualquer pm que contar a verdade para os meios de comunicação. Sabe como é né, ano eleitoral e a função dele é cargo de confiança.

  2. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 17 de janeiro de 2014 – 7:50 hs

    A Gazetona, cumprindo o contrato com o PT, não deu uma linha.
    Preferiu criar a celeuma com os presídios.

    O mote é comparar o Paraná com o Maranhão.

    Teve até entrevista “Fake”, com om sujeito que se dizia Agente Penitenciário.

    Pior,

    Apresentou, diversas vezes, as imagens de uma reunião de presos fazendo ODE ao PCC.

    Pasmem, FILMADO PELOS AGENTES PENITENCIÁRIOS.

    Seria a “prova” de que o PCC toma conta da Penitenciária.
    Parece coisa ensaiada,
    Detentos em forma, bem vestidos, Bradavam: PCC.

    Uma HIPÉRBOLE da RPC/Gazeta.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*