Palácio do Planalto será multado por vazar óleo no Lago Paranoá | Fábio Campana

Palácio do Planalto será multado por vazar óleo no Lago Paranoá

Barco do Corpo de Bombeiros navega pelo Lago Paranoá com mancha de óleo, em outubro do ano passado (Givaldo Barbosa/O Globo)

Do Globo:

BRASÍLIA – O óleo que contaminou o Lago Paranoá, em Brasília, na semana passada, teve origem no prédio onde trabalha a presidente Dilma Rousseff. O governo do Distrito Federal informou nesta quarta-feira que perícia comprovou que o óleo partiu de área do Palácio do Planalto, provavelmente de uma caldeira do restaurante. Em outubro do ano passado, o lago já havia sido atingido por vazamento de uma caldeira do Hospital Regional da Asa Norte (HRAN).

— Podemos afirmar hoje que o óleo é proveniente da região do Palácio do Planalto. Começa exatamente no poço de visita dentro da área. Estamos aguardando o laudo químico para saber se foi óleo lubrificante ou de caldeira. Tudo indica que veio da caldeira — disse o secretário de Meio Ambiente, Eduardo Brandão.

A Secretaria-Geral da Presidência da República pede cautela sobre a informação e afirma, em nota, que ainda não é possível ter certeza que a origem do óleo é o Palácio do Planalto.

“As declarações do secretário do Meio Ambiente do Distrito Federal, Eduardo Brandão, são precipitadas – somente após as análises químicas do óleo será possível ter uma conclusão tecnicamente consistente. A caldeira que pode ser a origem do vazamento foi preventivamente desativada, e a mancha de óleo imediatamente contida na própria sexta-feira, minimizando seu impacto, não tendo sido constatada nenhuma morte de peixes em função do incidente”, diz um trecho da nota.

A administração do Palácio do Planalto será autuada, afirmou o governo do DF. O valor definitivo só será estabelecido após a conclusão do laudo químico, em dez dias, mas a estimativa é de uma multa de R$ 50 mil, informou o governo distrital.

Foram retirados 16 tambores de água com resíduos, e o trabalho do Corpo dos Bombeiros ocorreu durante todo o fim de semana. A mancha tinha espessura de 2 milímetros.

No ano passado, outro derramamento de óleo contaminou o Lago Paranoá. Segundo a apuração preliminar feita pelo governo, os danos causados pelo vazamento das caldeiras de restaurante do Palácio do Planalto foram menores do que o anterior, em outubro do ano passado.

— O Lago Paranoá está completamente despoluído, e não houve óbito de animais. A ação de contenção do vazamento foi muito rápida — disse Brandão.

O secretário explicou que o Palácio do Planalto não é reincidente e que a administração foi “aberta, transparente e preocupada em tomar as providências necessárias”.


3 comentários

  1. quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 17:13 hs

    vão pagar muito essa multa ! kkkkkk, palhaçada.

  2. Paulo
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 19:31 hs

    Pô!!! Quem será a DIRRRRRMA tá fritando!!!

  3. antonio carlos
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 13:14 hs

    Imagine se isto tivesse acontecido aqui em Curitiba ou em São Paulo, era coisa destes malditos tucanos, gente que não respeita o meio ambiente. Mas como é coisa da casa da companheira presidanta vai-se investigar, mas previamente vamos desligar a caldeira. Onde há fumaça há fogo, ou pelo menos acreditamos que seja assim.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*