Operação da PF prende suspeitos de fraude milionária na Caixa | Fábio Campana

Operação da PF prende suspeitos de fraude milionária na Caixa

Um falso prêmio da Mega-Sena desviou cerca de R$ 73 milhões. Ação acontece nos estados do Tocantins, Maranhão, São Paulo e Goiás.

Do G1

A Polícia Federal realiza neste sábado (18) a Operação Éskhara com o objetivo de desarticular uma organização que teria realizado uma fraude de R$ 73 milhões contra a Caixa Econômica Federal (CEF) por meio de um falso prêmio da Mega-Sena no fim do ano passado. Segundo a PF, foi preso nesta tarde o suplente de deputado federal de Estreito (MA), Ernesto Vieira de Carvalho Neto (PMDB). Ele foi detido entre os municípios de Carolina e Estreito, no sul do Maranhão.

Ao todo, são cumpridos cinco mandados de prisão preventiva, dez de busca e apreensão e um de condução coercitiva nos estados de Goiás, Maranhão e São Paulo. De acordo com a PF, trata-se da maior fraude já sofrida pela Caixa.

De acordo com o delegado da PF em Araguaína (TO), Omar Peplow, as investigações mostram que o grupo criou uma conta falsa para receber um prêmio da Mega-Sena, também falso. Os suspeitos procuraram o gerente da agência da Caixa em Tocantinópolis, Robson Pereira do Nascimento, que aceitou participar da fraude, informou a Polícia Federal em entrevista coletiva na manhã deste sábado (18), em Araguaína.

Ainda conforme o delegado, os gerentes têm a senha nacional, por meio da qual é possível acessar a conta para retirada do prêmio da Mega-Sena. O prêmio foi “pago” no dia 5 de dezembro de 2013. Segundo a PF, no mesmo dia teria ocorrido uma “queda” no sistema da Caixa, o que facilitou a operação.

O gerente envolvido está preso desde o dia 22 de dezembro, depois que as investigações identificaram a abertura da conta corrente na cidade. O dinheiro desviado foi redistribuído em contas espalhadas em vários estados como Ceará, Maranhão, Goiás e São Paulo, mas podem existir mais contas, segundo o órgão.

O advogado do gerente preso, Sandro Queiroz, informou que apresentou documentos para PF que comprovam que o suspeito agiu de acordo com as normas da Caixa sem saber que se tratava de um golpe. “Nós já entramos com o pedido de liberdade e podemos confirmar que meu cliente é 100% inocente”, disse.

Já o advogado de Ernesto Vieira disse que tudo se tratou de um engano. “Desde quando os bens do meu cliente foram bloqueados que nós tentamos explicar. Na verdade a quantia repassada para a empresa na qual ele é um dos proprietários, trata-se da venda de uma propriedade de 85 hectares em uma área urbana”, explica Everson Cavalcante. De acordo com o advogado, o bem foi vendido para que fosse feito um loteamento no local. “Temos todos os documentos para provar”, ressaltou.

De acordo com a PF, no procedimento padrão da Caixa para a premiação da Mega-Sena, o gerente recolhe a documentação do premiado e fica responsável por enviar o bilhete e todos os documentos para a Caixa em São Paulo para validação. Só depois disso é que o gerente sacaria o dinheiro. Segundo a PF, gerente de Tocantinópolis diz que enviou tudo por malote, mas nada chegou à sede da Caixa.

A Polícia Federal informou que um suplente de deputado federal de Estreito (MA), também suspeito, está foragido. Há pelo menos 6 pessoas investigadas, mas outros nomes ainda podem surgir, segundo a PF.

Se denunciados pelo Ministério Público, os suspeitos podem responder pelos crimes de peculato, receptação majorada, formação de quadrilha e de lavagem de dinheiro. Caso sejam condenados, as penas somadas podem chegar a 29 anos de prisão.

A Caixa Econômica Federal informou por meio de nota que acionou a polícia logo que constatou a fraude. O também informou que continua acompanhando o caso e está à disposição da PF para colaborar com as investigações.


9 comentários

  1. Analista
    domingo, 19 de janeiro de 2014 – 0:46 hs

    Caixa Economica? Petralhada fazendo festa e confiscando poupança de cem reais. Povo igonorante tem o governo de merece. ATE QUANDO?

  2. FUI !!!
    domingo, 19 de janeiro de 2014 – 5:11 hs

    Como a Caixa paga um prêmio desta quantia com documentos
    falsificados !? O bilhete ganhador não é eletrônico !?

  3. Vigilante do Portão
    domingo, 19 de janeiro de 2014 – 5:39 hs

    Não é, nem de longe, a maior fraude na Caixa.

    E o caso do Panamericano?

    Mesmo sabendo que o Banco do Silvio Santos ESTAVA QUEBRADO, a Caixa comprou metade da instituição.
    Pagou valor cheio (valor patrimonial).
    Logo em seguida, estourou o escândalo do Balanço falso do Panamericano.
    Coisa de R$4BILHÕES.
    Novamente, a Caixa socorreu o Sr. Abravanel, amigo do Lula.

    De quanto foi o prejuízo?
    Quem foi punido?

    Em Tempo,

    Silvio e sua turma, bem como os diretores da Caixa, estão Livres e soltos.

  4. Helena
    domingo, 19 de janeiro de 2014 – 16:18 hs

    Quero saber onde está minha poupança dos “planos” anteriores aos do plano Real que a Caixa disse que eu e mais um montão de gente que nós não tinhamos???

  5. ITA-MAR
    domingo, 19 de janeiro de 2014 – 20:22 hs

    E A PTEZADA CONTINUA FAZENDO FESTA, GOLPE SOBRE GOLPE.

  6. Sociedade Responde
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 – 0:57 hs

    Suplente de deputado federal, do Maranhão e do PMDB? Só isso já quer dizer alguma coisa, não?

    Será que o cara é burro – afinal, suplente de deputado federal já é uma posição de destaque para sair fazendo bobagens… – ou tem às costas quentes? Ainda mais sendo da sigla que manda e desmanda por lá. Crime federal e R$ 73 milhões é coisa pra gente grande por trás, não? Não é coisa de pobre, pé de chinelo…

  7. j da silva costa tb
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 – 11:23 hs

    barbaridade … dentro dos bancos existem muitos esquemas, a CEF deve ter os maiores

  8. j da silva costa tb
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 – 11:25 hs

    e os babacas dos promotores ficam pegando no pé da Polícia

  9. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 20 de janeiro de 2014 – 12:32 hs

    -Até isso o povo perde a esperança de ganhar na loteria ou na mega-sena.
    -A corrupção no Brasil é tanta e de diversas fontes que não há mais em quem acreditar e muito menos em qual entidade confiar….rumo ao República da Cleptocracia!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*