O gato subiu no telhado, diz Fruet sobre o IPTU | Fábio Campana

O gato subiu no telhado, diz Fruet sobre o IPTU

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) quer aumentar a arrecadação do IPTU de R$ 500 milhões para R$ 3 bilhões e hoje, na Gazeta do Povo, começa com aquela velha história que para noticiar morte do gato diz primeiro que ele subiu no telhado. “Se nesses dez anos a prefeitura tivesse reajustado pelo valor venal dos imóveis, hoje a receita do IPTU, em vez de R$ 500 milhões, seria superior a R$ 3 bilhões”, adianta Fruet. O valor estimado provocaria um aumento de mais de 35% no orçamento do município, hoje de R$ 7,1 bilhões.

Fruet vai aproveitar vai aproveitar a elaboração do plano diretor para descongelar o IPTU. Os técnicos já têm o sinal verde para começar os estudos de atualização dos valores. “Nos últimos dez anos, enquanto a cidade esteve no epicentro de um boom imobiliário, o tributo foi corrigido apenas pela variação da inflação. Trocando em miúdos, o curitibano está pagando IPTU com base em preços defasados, ao mesmo tempo em que o município vê sua arrecadação afetada drasticamente”. Então, tá.


12 comentários

  1. Dona Alemã
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 11:37 hs

    2013 Fruet trabalhou só pra pagar dívidas e o buraco ( também nas ruas) deixado pelo Ducci , esperamos que agora trabalhe pra deixar a cidade limpa e organizada, as ruas estão esburacadas e cheias de remendos, com faixas apagadas , calçadas quebradas, rua XV suja, sem agua no chafariz e com camelos, a Guarda municipal passeando , é … tá maus as coisas …

  2. Renata
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 11:39 hs

    Contudo, o valor do ITBI é proporcional ao valor do imóvel, e consideradas as vendas e os valores dos imóveis, o município tem arrecadado e muito.

  3. salete cesconento de arruda
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 12:32 hs

    Encontramos o CAMINHO para resolver nossos problemas – Fábio!
    Obrigada pelo espaço aqui no teu blog. O Gustavo ouviu nossos apelos e agora é questão de tempo. Acreditamos que não teremos festa de aniversário de um ano SEM RESPOSTAS. Agora que o PREFEITO se tornou ciente do nosso caso outros virão com certeza e é só uma questão de tempo para estarmos noticiando os resultado. Solução ou não o que importa é que venha a resposta para que a FESTA DE ANIVERSÁRIO – seja adequada ao resultado. CÂMERAS FUNCIONANDO. Logo, logo teremos a SITUAÇÃO em tempo real no ar. Tempos modernos. Vários vizinhos com CÂMERAS APONTADAS para os problemas. Aprendemos com os meninos das UPPs do Rio a filmar em TEMPO REAL o que acontece no nosso bairro e vizinhança. ONG VÍTIMAS DO BARULHO SENDO ATIVADA e defensores do VERDE se organizando já que o PV NUNCA NOS PROCUROU PARA FALAR DA REFORMA DAS JAULAS DOS MACACOS.
    O PV existe no Paraná?
    VIVA A BLOGOSFERA!

  4. Renato Pereira
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 12:59 hs

    O Gustavo Fruet deixou o PSDB foi para o PDT e aliou-se ao PT para ser eleito prefeito da capital. Em seu primeiro ano de mandato fez um administração pífia e agora propõe um aumento exagerado no valor do IPTU. De uma grande esperança na política paranaense vai caminhando para um administrador mediano com o risco de terminar seu mandato com uma imagem bastante negativa junto ao eleitorado.

  5. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 13:34 hs

    Se acontecer um aumento como o lulopetismo de Haddad fez em SP, vamos ver se as entidades de classe vão agir como a Fiesp e levar o caso à justiça para barrar, ou vai ficar tudo no bundamolismo típicos dos curitibanos, que aceitam qualquer coisa com passividade bovina.

  6. João
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 13:40 hs

    Não há mais limite para a sanha arrecadadora. Ninguém aguenta mais pagar tantos impostos. Governar com dinheiro dos outros e à vontade é muito fácil para os incompetentes. Espero que o Ministério Público do Paraná esteja atento, como já ocorreu em outras cidades.

  7. lucasfernandes
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 13:57 hs

    O “gato”subiu no telhado da Prefeitura?

  8. zangado
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 14:31 hs

    Mais uma “herança maldita” para Fruet, queiram ou não queiram.

    Então perguntem quem foram os anteriores governantes do Município, se, por acaso, lembrarem.

    Sim porque o povo esquece, pouco se lembra em quem votou e pensa que essas dificuldades nascem por geração espontânea.

    Assim como o preço da tarifa do transporte coletivo.

    Lembram quem foram os governantes municipais que passaram e empurraram com a barriga a solução do problema, dando subsídios e pulando de galho para outras esferas?

    Pois é ou tem sido assim que acontecem essas dificuldades para a população que paga a conta.

    Não vou dizer quem são os governantes passados de Curitiba, puxe pela sua cabeça, se é que que ela está aí atenta aos fatos …

    Mas dou uma dica – eles podem aparecer por aí candidatos a reeleição e/ou mandatos públicos nas próximas eleições.

  9. fiscal de realeza
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 18:05 hs

    A CAMBADA DE VAGABUNDOS DO BETO RICHA NAO DEVERTIAM NEM FALAR EM AUMENTO DE PREÇOS DISSO OU DAQUILO OU JA ESQUECERAM O TARIFAÇO DO DETRAN EM ATÉ 300% ISSO VAI SER COBRADO ESSE ANO NAS ELEIÇOES

  10. joao
    segunda-feira, 13 de janeiro de 2014 – 19:24 hs

    além de abusivo é um confisco indireto do direito a moradia. A cidade viveu na última década um canteiro de obras residenciais, gerando mais carnes iptu prediais, e ainda assim, a insaciável vontade do prefeito querer enfiar a mão no bolso dos trabalhadores curitibanos. Faça reengenharia(enxugar) na máquina administrativa nos excessos de cargos comissionados e secretarias que só dão despesas.
    7 bilhões de reais é a quarta capital em arrecadação, pelo jeito quer ser o primeiro, de uma forma aviltante no bolso que só recebem reajuste inflácionário. Não estamos em brasília terra de abundância e dinheiro fácil. Aqui em Curitiba cada centavo se consegue através do suor de cada dia. Não iremos errar novamente, quando não agrada o interesse da maioria.

  11. CICLISTA URBANO CWB
    terça-feira, 14 de janeiro de 2014 – 9:49 hs

    E Fruet está com toda razão, qualquer pessoa coerente ou especialista em mercado imobiliário sabe disso. Tava mais do que na hora de reajustar o IPTU em Curitiba, para o bem da cidade. Fruet tá tentanto fazer a coisa certa e arrumar o rombo deixado pelas gestões anteriores. Se vc é imparcial publique este comentário Fabio Campana.

    Abs.

  12. OCIMAR
    quarta-feira, 15 de janeiro de 2014 – 8:48 hs

    O salete VAI DAR PALPITE AÍ NA FAVELA QUE VOCE MORA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*