Morte de Zilda Arns completa quatro anos | Fábio Campana

Morte de Zilda Arns completa quatro anos

Da BandNews FM Curitiba:

A morte da pediatra e sanitarista Zilda Arns, fundadora da Pastoral da Criança, completa hoje (domingo, 12) quatro anos. Ela foi uma das vítimas do terremoto que devastou a cidade de Porto Príncipe, capital do Haiti, em 12 de janeiro de 2010. A médica, que estava no país em missão, nasceu em Forquilhinha, no estado de Santa Catarina, mas morava em Curitiba.

Formada em medicina pela Universidade Federal do Paraná, ela sempre atuou em prol da saúde pública. Sua prática diária como pediatra no Hospital de Crianças Cezar Pernetta, aqui na capital, e depois como diretora de Saúde Materno-Infantil na Secretaria de Saúde do estado são exemplos disso. Por muitos anos, a atuação dela teve como foco principal a saúde das crianças. Isso fica claro em entrevistas como esta, concedida em 1982, no lançamento da campanha estadual de desnutrição infantil, um ano antes da fundação da Pastoral. O áudio foi cedido pelo jornalista Carlos Alberto Pena.

Vale lembrar que essas orientações valem até os dias de hoje. Zilda Arns se especializou em Saúde Pública, na Universidade de São Paulo, e em Administração de Programas de Saúde Materno-Infantil, pela Organização Pan-Americana de Saúde. A Pastoral da Criança foi criada por ela em 1983, juntamente com o então presidente da CNBB, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Dom Geraldo Majella Agnello. Em 2004, Zilda Arns fundou a Pastoral da Pessoa Idosa e, em 2008, a Pastoral da Criança Internacional, com sede no Uruguai. No ano passado a igreja católica anunciou que a médica pode se tornar santa. O processo de beatificação dela deve ser aberto em 2015. Hoje (domingo, 12), centenas de voluntários fazem homenagens à pediatra em inúmeras paróquias espalhadas pelo Brasil.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*