João Santana será responsável por TV, Franklin Martins fica com redes sociais | Fábio Campana

João Santana será responsável por TV, Franklin Martins fica com redes sociais

Do Painel, Folha de S.Paulo:

Dois para o tango Com anuência de Dilma Rousseff e Lula, João Santana e Franklin Martins definiram no início do ano o papel de cada um na coordenação da comunicação da campanha da presidente à reeleição. O marqueteiro será responsável pelos programas de TV e rádio, enquanto o ex-ministro de Lula cuidará de imprensa e redes sociais. Segundo um ministro, o desenho isola a Pepper Comunicação, empresa que presta serviços para o PT e deve cuidar de campanhas estaduais do partido.

Vacinados Petistas trabalharam para afastar a Pepper do comando da campanha após texto divulgado no último dia 7, produzido por um jornalista contratado pela agência, chamando Eduardo Campos de “playboy mimado”, que foi considerado grosseiro pela cúpula petista.

Piloto O primeiro trabalho da dupla será definir o conteúdo dos programas regionais do PT, que vão ao ar em fevereiro com Dilma e Lula.


3 comentários

  1. OCIMAR
    quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 – 16:22 hs

    AÍ VAMOS TER DE CARREGAR UMA BACIA JUNTO SÓ PRA VOMITAR,TER QUE OLHA PRA AQUELA CARA DE VAGABUNDO DO TAL LULADRÃO,ISSO CAUSA VÔMITO EM QUALQUER UM QUE SEJA HONESTO.

  2. sergio silvestre
    quarta-feira, 29 de janeiro de 2014 – 20:11 hs

    Legal,gostei do Franklin a frente daquilo que hoje até decide eleições.
    As redes sociais desnudam politicos mediocres que sempre fizeram carreira as custas da má informação passada ao povo.
    Hoje o Blogueiro ajuda mas não consegue direcionar sem democratisar os comentarios.
    Eu sou modesto e tenho a seguinte opinião,que ganhe o melhor ….EU.

  3. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 30 de janeiro de 2014 – 10:42 hs

    Puta que o pariu: O João Santana disse meses atrás que Dilma levaria no primeiro turno, com um pé atrás. Acho que vai ser mesmo com um no traseiro. E o Franklin Martins, travestido de Goebbels, segue à risca a cartilha leninista: descaracterizar a Imprensa para depois, sufocá-la. Sérgio Silvestre não enxerga palmo à frente do nariz e o que vê é enviezado.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*