Gleise não tem capacidade operacional, diz Luís Nassif | Fábio Campana

Gleise não tem capacidade operacional, diz Luís Nassif

“A função de Gleise era apenas operacional, mas esbarrava em duas vulnerabilidades: a falta de pique operacional e a falta de informação básica sobre temas contemporâneos.

Provavelmente Dilma nem sabe, mas na 3o Tribunal da Justiça Federal, em São Paulo, a sensação dos desembargadores é que a presidente não gosta deles. Isso porque o decreto para nomeação de novos desembargadores dormiu 8 meses na Casa Civil, sem conseguir a assinatura de Dilma.

O mesmo aconteceu com o Plano Inova Empresa, que demorou mais de 6 meses para ser sancionado. Ou a troca de diretores de estatais, que demora meses e meses por falta de um fluxo adequado na Casa Civil.

Teve muito mais.

O Brasil é signatário da Convenção da ONU para Pessoas Com Deficiência; e a Constituição considera direito intransferível da criança com deficiência o acesso à rede básica de educação.

Em pleno site da Casa Civil, Gleise colocou uma nota destinada às APAEs (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais) do Paraná, informando que pressionou diretamente o senador Vital do Rego para derrubar essa obrigatoriedade na Meta 4 do Plano Nacional de Educação. Uma falta de noção total sobre a relevância da Casa Civil e sobre os compromissos internacionais do país.

Antes disso, Gleise trabalhou intensamente para derrubar a educação inclusiva do programa “Viver Sem Limite”. Foi tamanho o lobby pelas APAEs, tamanho o disparate contra as políticas inclusivas do MEC, que o ex-Ministro da Educação Fernando Haddad recusou-se a assinar o programa. Ele foi lançado sem sua assinatura.

Ou seja, o maior formulador de políticas do Ministério, autor de um plano educacional que conseguiu incluir 800 mil crianças com deficiência na rede básica, perdeu o embate para uma Ministra com interesses paroquiais nas APAEs no Paraná.”


12 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 13:49 hs

    Coisas do Paraná. Coisas da roça.

  2. INTRUSÃO
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 14:36 hs

    COMO EXIGIR CAPACIDADE DE QUEM NUNCA TRABALHOU.. SKIUSMY…RSRS

  3. INTRUSINHO
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 14:39 hs

    SÓ DE BELEZA NINGUÉM CONSEGUE SE MANTER..

  4. salete cesconento de arruda
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 15:31 hs

    INVEJA DE MULHER mata MACHO antes do segundo canto de galo!

  5. Alessandro
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 17:34 hs

    Luís Nassif contra Gleisi. Pode ter razão, mas é sem dúvida fogo amigo com alguma razão de ser.
    Briga entre irmãos de partido?

  6. quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 18:30 hs

    ….Quem tem é o Nassif…..muita agilidade operacional…..
    lct.

  7. Paulo
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 19:34 hs

    Ah não!!!! Fogo amigo numa hora dessas!!! Ô seu Nassif, fale alguma coisa que a gente não saiba!!!!

  8. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 19:48 hs

    Numa empresa privada, a gente chama empregado assim, de “peso morto”. Existem os que só ´”pegam no tranco”. E tem os “empata fhodha”. Esses, nem fazem, nem deixam fazer…

  9. Sociedade Responde
    quarta-feira, 22 de janeiro de 2014 – 20:16 hs

    Pelo sim, pelo não, Gleisi foi eleita para ser senadora pelo Paraná. ** Perdeu uma grande oportunidade de fazer um excelente trabalho no Congresso Nacional. ** Se eludiu com o chamado de Dilma para ser ministra e agora paga o preço. ** Perdeu Gleisi e perderam os eleitores do Paraná. ** Na qualidade de senadora poderia ter defendido importantes projetos para o Estado e firmado seu nome na política eletiva. ** No entanto, foi eleita e ficou devendo a reciproca aos paranaenses. ** Como se não bastasse, ainda recebe o malho dos que não são simpáticos à sua pessoa ou fazem corrente com outros plantonistas da política populista rasteira. ** Se arrependimento matasse…

  10. @RRENE2013
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 2:16 hs

    CRIANÇA DE APAE NÃO TEM QUE FICAR NO MEIO DE CRIANÇAS SEM DEFICIÊNCIA. ESTAVA CORRETA A GLEISI NESSE PONTO.

  11. Pedro Rosa
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 9:37 hs

    A ministra Gleisi é, com frequência, alvo de comentários que põem em dúvida sua experiência para exercer este cargo na Casa Civil. Para quem está prestes a iniciar uma campanha eleitoral para o governo do Paraná, tais notícias não são nada favoráveis mas vão servir para o eleitor paranaense saber se a ministra tem ou não aptidão para governar o Estado.

  12. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 – 12:49 hs

    -Mas quem disse que competência é sinônimo de apadrinhamento político!!!!
    -E ainda tem pessoas incrédulas que acreditam neste governo da estrelinha…é para rir mesmo….cadê as grandes obras do governo???? Nem a Copa que está chegando, tem problemas sérios de orçamentos e cronogramas, o que dirás as demais, como ferrovias, portos, rodovias e a transposição do Véio Chico???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*