Fruet deve R$ 40 milhões aos hospitais de Curitiba | Fábio Campana

Fruet deve R$ 40 milhões aos hospitais de Curitiba

É a principal manchete de hoje da Gazeta do Povo. O repórter Diego Antonelli revela que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) deve R$ 40 milhões aos hospitais beneficentes de Curitiba. As dívidas vêm de novembro passado. O pior é que esse dinheiro é verba federal e a função de Fruet é só repassá-la aos hospitais. A denúncia é da Federação das Santas Casas de Misericórdia e Hospitais Beneficentes do Paraná.

O atraso, de acordo com a Femipa, reflete no atendimento hospitalar. Algumas instituições são obrigadas a reduzir o número de plantões de médicos e correm o risco de ficar sem medicamentos.

Para se manterem financeiramente, os hospitais acabam recorrendo a empréstimos bancários, o que gera juros que não serão cobertos mais tarde. “Quando recebemos com atraso, o valor repassado pelo poder público não traz o montante do juro junto, o que faz com que percamos esse valor”, explica o presidente da Femipa, Luiz Soares Koury.

A reportagem apurou os valores que algumas das instituições contratualizadas têm a receber da cidade. No Hospital Pequeno Príncipe, referência no atendimento pediátrico, o valor atrasado chega a R$ 12,5 milhões (referentes a serviços prestados de 2012 e 2013 ainda não remunerados). No Erasto Gaertner, referência no combate ao câncer, atinge R$ 4,9 milhões. E na Maternidade Mater Dei, R$ 4,5 milhões.


11 comentários

  1. quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 11:39 hs

    será que depositou para o Genuíno ???

  2. Vigilante do Portão
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 11:47 hs

    E nem dá para culpar o Ducci.

    Enquanto isso, a Gazetona faz apologia da proposta de reajuste do IPTU e do aumento do valor da taxa de lixo.

    Estão preparando um aumento generalizado da arrecadação da Prefeitura.

    Foram 2 matérias seguidas, sempre na página 4:

    O IPTU está defasado…

    Para cobrir os custos da coleta de lixo, a taxa deveria ser reajustada em 160%…

  3. antonio carlos
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 12:59 hs

    Meu Deus do céu, até ontem quem devia era o Estado, aí faltavam remédios nos PSs. Agora o Guga é que é caloteiro? Curitiba está se tornando a cidade dos caloteiros, e exemplo disto são as obras da Arena, pegaram a grana e ainda não acabaram as obras. Alguém sempre está ficando com dinheiro de outro alguém.

  4. Pilgrim
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 13:09 hs

    Enquanto isso, nos bastidores da Copa 2014…. ” mais zilhões de reais” ao Coitadinho do Clube Atlético…. è….e o povo… sofrendo.
    Gestores, saibam que tudo está sendo registrado nos Livros do Céu!!! Um dia será cobrado!!! Livrem-se desta injustiça. Que Deus os ilumine!
    Amém.

  5. VERDADE
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 13:15 hs

    E o Beto deve 40 milhões em precatórios! Tudo igual…então porque soh se fala do Fruet? Ateh parece que o Paraná estah uma maravilha!!!

  6. quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 15:55 hs

    Cade os cargos comissionados do Prefeito Fruetinho sumidinho que não sabe governar? Vão falar que o problema é da Gestão passada? A Mascara esta caindo…tem muita gente só mamando nas tetas da prefeitura desde o começo de 2013… com cargos na SGM…um tal de netto agora começa a falar que quer mudar o estado ! Comece fazendo algo com o cargo que tem…a cidade esta largada, esquecida…o que vocês estão fazendo com o dinheiro? Guardando para a Campanha…Vergonha

  7. Sociedade Responde
    quinta-feira, 23 de janeiro de 2014 – 23:15 hs

    E o que aconteceu com as promessas de campanha do ilustre senhor prefeito? Afinal de contas, com a saúde da população não se brinca. ** Se o governo federal encaminhou a verba, independente de qualquer outro compromisso, tem que ser repassado aos setores da saúde para que a população tenha um atendimento médico digno, no mínimo. ** No postinho da Ouvidor Pardinho a reclamação é que a farmácia interna está fracionando a entrega de remédios por falta de medicamentos para atender a população. ** Trinta comprimidos, por exemplo, o paciente tem que ir três vezes buscar. ** Que feio, hein prefeito?

  8. Observador
    sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 – 10:41 hs

    É a cara do Gargamel….

  9. Carlos
    sexta-feira, 24 de janeiro de 2014 – 10:50 hs

    Os investimentos são enormes, os valores sempre superam os previstos. Prioridades são relegadas a segundo plano. Hospitais não recebem verbas, comprometendo o atendimento de quem mais precisa. O s presídios um caos, a insegurança presente em todos os lugares. A presidente dizendo que faltam coisas simples para as obras da copa (quanto desonhecimento e desinformação). Tudo isso para 4 jogos sem nenhuma expressão. Que se faça uma auditoria sobre os gastos e benefícios que a copa trará para Curitiba. Que os responsáveis por esse vexame (atrasos e gastos exorbitantes) sejam responsabilizados!

  10. salete cesconento de arruda
    sábado, 25 de janeiro de 2014 – 23:12 hs

    Mas já começou a FAZER A DIFERENÇA em Curitiba.
    Nós do Bigorrilho já estamos sendo ouvidos.
    Veremos agora se tudo o que a comunidade reivindicou – MUITO POUCO POR SINAL – será atendido.
    Agradecemos ao Fábio por ter postado nosso desabafo.
    Valeu guri.
    A prefeitura com certeza acompanha teu blog.
    ISSO É DEMOCRACIA!

  11. quinta-feira, 29 de maio de 2014 – 16:58 hs

    As verbas da saúde a pesar de sagradas, são desviadas para lobistas que a cada venda recortam no mínimo 20% o resultado tá nas dezenas de brasileiros mortos produto do roubo e da conivência dos prefeitos de plantão.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*