Pesquisa aponta aprovação de serviços de saúde em Foz do Iguaçu | Fábio Campana

Pesquisa aponta aprovação de serviços de saúde em Foz do Iguaçu

A avaliação positiva da população é reflexo dos esforços desprendidos pela administração Reni Pereira, diante dos incontáveis problemas herdados da gestão anterior e do caos da saúde no País

O prefeito Reni Pereia (PSB) mantém os compromissos assumidos com seus eleitores, e obtém a aprovação dos usuários da saúde pública de Foz do Iguaçu. Mais de 70% da população, que procuram os Postos de Saúde, aprovam os serviços oferecidos. Apenas 3,1% consideram que o atendimento é de má qualidade. O levantamento foi elaborado pelo serviço de telemarketing da Diretoria de Informações Institucionais, entre os dias 20 e 25 de novembro de 2013, e questionou, também, o atendimento no Hospital Municipal Padre Germano Lauck. De 600 pessoas ouvidas, 93,8% consideraram o serviço do HM satisfatório.

A pesquisa relativa ao hospital aponta que 32,6% dos entrevistados disseram que o atendimento é ótimo; 45,5%, bom, e 15,7% acharam que a instituição presta um atendimento regular. Os números demonstram, ainda, que apenas 4,6% consideraram que o serviço é ruim e apenas 0,6% que é péssimo. Os demais, 11%, não opinaram.

A minoria que considerou a qualidade dos serviços ruim ou péssima reclamou, principalmente, da demora no atendimento. Entre os entrevistados estão pessoas que não utilizaram a saúde pública, mas que já ouviram falar, ou tiveram parentes que recorreram à rede publica municipal. Desses, 67,9% disseram que o Hospital Municipal presta um serviço entre regular e ótimo; 29,9% não opinaram e 2,2% fizeram uma avaliação negativa. As respostas foram espontâneas e somente 17% se referiram à falta de médicos.

Avaliação positiva – Para o diretor Informações Institucionais, Luiz Carlos Kossar, a avaliação positiva da população é reflexo dos esforços desprendidos pela administração Reni Pereira, diante dos incontáveis problemas herdados da gestão anterior e do caos da saúde no País. ‘Aos poucos, com a inserção do município no Programa Mais Médicos, e com o apoio do governo do Estado, o prefeito vai conseguindo colocar a casa em ordem’, disse Kossar.

Por meio da assessoria, o prefeito Reni Pereira disse que se fizermos um comparativo entre Foz do Iguaçu e a qualidade da saúde pública no Brasil, conclui-se que o município está num patamar favorável. ‘A saúde brasileira é de baixa qualidade e inadequada para atender a demanda. O Brasil gasta de forma equivocada com a nossa Saúde e em Foz não foi diferente’, disse o prefeito.

Segundo Pereira, desde que assumiu, todas as ações administrativas estão voltadas para a readequação orçamentária do município. “Não há como esquecer que além dos problemas recorrentes, de âmbito nacional, enfrentamos outro tanto, devido a uma estrutura impensada, e porque não dizer, de ordem eleitoreira, herdada do antigo prefeito”, continuou.

‘Estamos nos adequando a realidade do nosso orçamento. A cidade não pode ser pensada como se fosse um único setor. Temos que ter uma visão macro e conjunta. Isso demanda tempo e persistência. Mas a satisfação do iguaçuense que usa a nossa rede, demonstrada na pesquisa, é mais um motivo para continuarmos lutando. Esse é o nosso objetivo. Administrar Foz do Iguaçu para todos’, finalizou.


2 comentários

  1. marcia
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 15:51 hs

    aonde foi feita essa pesquisa quem ofez meu deus poriço que naõ melhora ficam tampando sol com a peneira quase que deu 100% bom kkkk da para descunfiar pos o povo se esta bom reclama ja imajinou naõ estando

  2. quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 16:45 hs

    Onde cara pálida, que Foz do iguaçu tem uma ótima saúde, vejas as reportagens local, Hospital municipal esta prestes a fechar por falta de pagamentos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*