Em 2013, 55 novas empresas aderiram ao Paraná Competitivo | Fábio Campana

Em 2013, 55 novas empresas aderiram ao Paraná Competitivo


Mais 55 novos empreendimentos foram incluídos em 2013 no programa Paraná Competitivo.Em três anos, o Paraná superou a marca de R$ 26 bilhões em novos investimentos e em expansão de unidades existentes, com potencial para criação de mais de 150 mil empregos. Entre os novos empreendimentos confirmados em 2013, destacam-se a fábrica de cimento da CVR em Adrianópolis, investimento de R$ 518 milhões; a nova unidade da Ambev em Ponta Grossa, de R$ 580 milhões; a ampliação da linha de produção da Volkswagen (R$ 670 milhões) e a volta da Audi (R$ 504 milhões) em São José dos Pinhais.

Além destas, foram confirmados investimentos da fábrica de aviões e helicópteros da Avio em Maringá (R$ 174 milhões), a expansão do parque industrial do grupo O Boticário, também em São José dos Pinhais (R$ 79 milhões) e a fábrica de sorvetes da Los Paleteros (R$ 9,5 milhões), em Barracão, no Sudoeste do Estado. “O Paraná vivencia, sem dúvida, o maior ciclo de expansão industrial”, afirma o governador Beto Richa. “É importante ressaltar que os investimentos são feitos em grande parte no interior do Estado, o que dissemina oportunidades de renda e de emprego para os paranaenses de todas as regiões”.

A partir de 2011 foi iniciado um processo de reinserção do Paraná na agenda dos investidores, pautado no diálogo com a iniciativa privada, a segurança jurídica, o respeito aos contratos e em um governo parceiro da iniciativa privada. “O empresário sente segurança em investir aqui e a confirmação está nos ótimos resultados alcançados em três anos. Hoje o Estado conta com uma arrojada política de atração de investimentos, uma carga tributária diferenciada e o suporte técnico e financeiro para micro e pequenos empresários. “O Paraná se consolida como o melhor ambiente para negócios no país”, ressalta Richa.


6 comentários

  1. Verdade Paraná
    sábado, 28 de dezembro de 2013 – 12:57 hs

    EM OITO ANOS DO GOVERNO REQUIÃO FORAM INVESTIDOS NO PARANÁ APENAS E TÃO SOMENTE 2,3 BILHÕES – VEJA EM OITO ANOS 2,3 BILHÕES – OU SEJA 287 MILHÕES POR ANO.

    COMPARANDO

    BETO RICHA EM 3 ANOS DE GOVERNO ATRAIU 26 BILHÕES O QUE CORRESPONDE A 8,666 BILHÕES DE INVESTIMENTOS PARA O PARANÁ POR ANO.

    NÃO DÁ PARA COMPARAR!!

    O GOVERNO FEDERAL (GREYCE) ATRAPALHANDO A CONCESSÃO DE EMPRÉSTIMOS PARA O PARANÁ.

  2. everaldo
    sábado, 28 de dezembro de 2013 – 18:27 hs

    O problema que essa pujança econômica não está refletindo no equilíbrio das contas públicas e nos investimentos sociais!Alguma coisa está errada na contabilidade!O ufanismo dos investimentos privados não reverbera na mesma proporção na saúde, educação e segurança pública!

    PS.: Esse Verdade Paraná deve ser daqueles comissionados do governo que tiram um tempo para ficar em rede social.

  3. SERGIO SILVESTRE
    domingo, 29 de dezembro de 2013 – 0:54 hs

    Sem contar que fez 110 mil casas para os pobres,que seriam mais 11 bilhões em investimentos.
    DREAMS,DREAMS DREAMS.

  4. domingo, 29 de dezembro de 2013 – 7:59 hs

    Por quê nada para Londrina ? Alguém poderia explicar isso ?

  5. everaldo
    domingo, 29 de dezembro de 2013 – 11:52 hs

    Mas também José Novaes, olha o prefeitinho que colocaram ai em Londrina….que blefe, heim…na próxima, mandem ele cuidar das fazendas (e com menos agrotóxico)

  6. joao
    domingo, 29 de dezembro de 2013 – 22:49 hs

    Muitos destes investimentos já vem do governo passado, estão sim, aproveitando as políticas de incentivos fiscais do atual governo. As novas tecnologias tem como principio a automatização reduzindo empregos. Volume de recursos é modernizar o sistema, maximizar resultado….. cuidado com o CANTO DA SEREIA o futuro nos dirá.

    Lembram do jaime lerner as privatizações as benesses e mais benesses para os insaciáveis empresários……A força do Paraná está no agro negócio…..

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*