Aprovação de Dilma é maior entre aqueles que recebem Bolsa Família | Fábio Campana

Aprovação de Dilma é maior entre aqueles que recebem Bolsa Família

Da Folha de S.Paulo:

A aprovação ao governo da presidente Dilma Rousseff sofreu forte queda em junho e está se recuperando de maneira lenta e gradual. Na pesquisa Datafolha de 28 e 29 de novembro, subia a 41%.

Mas entre os beneficiários do Bolsa Família, o maior programa social da administração federal, a taxa já está 12 pontos acima, em 53%.

Segundo o Datafolha, esse padrão é recorrente. Numa pesquisa de 6 e 7 de junho passado, ainda sem os efeitos completos das manifestações daquele mês, 67% dos que recebiam as mensalidades do Bolsa Família achavam o governo petista bom ou ótimo –um percentual dez pontos acima da aprovação geral à administração federal, que era de 57%.

Os levantamentos do Datafolha foram realizados em todo o país e têm uma margem de erro de dois pontos percentuais, para mais ou para menos.

O Datafolha não aplicou a pergunta sobre o Bolsa Família em suas pesquisas nos meses de agosto e outubro. É impossível, portanto, saber como foi a opinião dos beneficiários do programa nesse período nem se a taxa já esteve abaixo dos 53% atuais.

É importante registrar que essa aprovação da atual presidente entre os que recebem o Bolsa Família é numericamente acima dos 47% desfrutados por Luiz Inácio Lula da Silva nesse mesmo grupo de eleitores no início de fevereiro de 2006, ano em que o antecessor de Dilma foi reeleito. Naquela época, a administração lulista era aprovada por 36% dos brasileiros.

O Bolsa Família é distribuído para 13,8 milhões de famílias e consome R$ 25 bilhões por ano. Numa conta aproximada, atinge 40 milhões de brasileiros, direta ou indiretamente. O valor do benefício médio mensal é da ordem de R$ 152.

Assim como na aprovação do governo, o eleitor que recebe o Bolsa Família é sempre muito mais generoso com o Planalto nos cenários eleitorais para 2014.

Numa disputa entre Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), os percentuais de intenção de voto seriam hoje de 47%, 19% e 11%, respectivamente. Mas entre os beneficiários do Bolsa Família as taxas são de 63%, 12% e 9%.

LARGA VANTAGEM

Em qualquer cenário proposto, Dilma ganharia hoje com larga vantagem a eleição do ano que vem entre os que recebem o estipêndio mensal do Bolsa Família. Seu percentual mínimo é de 55%.

Nesse mesmo grupo de eleitores, a vitória seria certa num eventual segundo turno, com as taxas de intenção de voto da petista variando de 63% a 73%.

O Datafolha também apurou que 66% dos brasileiros querem que a maior parte das ações do próximo governo seja diferente do que faz a atual presidente. Entre os que recebem o estipêndio mensal do Bolsa Família, o percentual cai dez pontos e é de 56%.


13 comentários

  1. VLemainski - Cascavel
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 14:08 hs

    Acho que seria uma medida prudente e saneadora se os beneficiários de “favores sociais” fossem impedidos de votar…

  2. justino bonifacio martins
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 14:17 hs

    Fábio essa pesquisa deixa no ar uma questão; os críticos, à esquerda, dos governos “petistas” Lula e Dilma,dizem que o sistema fianceiro e o agronegócio nunca ganharamtanto como nesses governos, uma pergunta: por que estão eles não votam na Dilma e tampouco no Lula? Há algo de errado nessa análise esquerdóide!

  3. tadeu rocha
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 14:27 hs

    PARABENS PARA OS BRASILEIROS. QUANTO MAIS SOBE TUDO NO BRASIL COMO A GAZOLINA QUE OS BRASILEIROS PRESIZAM E ETC, MAIS A DILMA SOBE NAS PESQUIZA COM CERTEZA,AGORA SE A DILMA ABAIXAR A GAZOLINA E ETC, ELA CAI NAS PESQUIZA, VOCES ESTAO ACHANDO EU LOUCO NAO É, É SÓ VOCES TIRAR AS PROVAS DOS 9…

  4. Josi
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 14:50 hs

    É brincadeira um negocio desse. Meu voto não terá jamais.

  5. Pato-branquense
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 15:36 hs

    Deve ser piada divulgar isso, não é não? Queria que aprovação da DIlma fosse maior entre os que trabalham? Não precisava nem de pesquisa para isso…..

  6. mensaleiro júnior
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 18:57 hs

    SE O BRASIL FOSSE UM PAÍS SÉRIO, ESSE PESSOAL QUE NÃO TRABALHA E VIVE AS CUSTAS DAS BOLSAS ESMOLAS DO GOVERNO ,SERIA PROIBIDO DE VOTAR,POIS ESSAS BOLSAS SÃO A MAIS CÍNICA COMPRA DE VOTOS.

  7. OCIMAR
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 20:02 hs

    É A VAGABUNDAGEM EM EVIDENCIA,VÃO TRABALHAR CORJA DE VADIOS.

  8. Parreiras Rodrigues
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 20:20 hs

    Povo ingrato. Pensei que era unanimidade.

  9. ze da botina
    quinta-feira, 5 de dezembro de 2013 – 20:56 hs

    CABESTRO ELEITORAL E ELETRONICO DO CARTÃO BOLSA FAMILIA. QUE DEUS NOS SALVE DESTA GENTALHA.

  10. PIMENTA PURA !!!
    sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 – 5:30 hs

    Não há necessidade de divulgar este tipo de pesquisa em lugar al-
    gum. É óbvio !!!!!

  11. Julio Silva
    sexta-feira, 6 de dezembro de 2013 – 9:04 hs

    De um lado os beneficiários do bolsa família e de outro os novos ricos ParTidários, resumindo, alienados e muito dinheiro irão reeleger a Dilma.

  12. Luiz Eduardo
    sábado, 7 de dezembro de 2013 – 13:00 hs

    Borsa Familia é Borsa de votos.

  13. TRABALHADOR
    segunda-feira, 27 de janeiro de 2014 – 23:08 hs

    O BRASIL NAO PRECISA DE MUITA COISA PARA SER UM PAIS DO PRIMEIRO MUNDO. E SO TODOS SENTIR VERGONHA NA CARA E IR TRABALHAR ( HONESTAMENTE).

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*