Aécio: 'Se alguém do PSDB tiver feito algo errado, que vá para a cadeia também' | Fábio Campana

Aécio: ‘Se alguém do PSDB tiver feito algo errado, que vá para a cadeia também’

De O Globo:

BRASÍLIA. Em meio às acusações de que integrantes do PSDB teriam recebido propina do cartel montado por multinacionais para fraudar licitações em São Paulo, e apesar da possibilidade de o mensalão mineiro ser julgado no próximo ano, o pré-candidato do partido à presidência, senador Aécio Neves, diz estar decidido a colocar a ética no debate eleitoral. Em um encontro com jornalistas na noite desta quarta-feira, o tucano mostrou-se otimista com o cenário do próximo ano, exaltou o crescimento do número de eleitores que pedem mudanças no governo e disse que não se sente nada desconfortável com as acusações que atingem tucanos.

– Eu vou falar muito de ética. Muito. Se alguém do PSDB tiver feito algo errado, se recebeu propina, que vá para a cadeia também. Se alguém cometeu erros, isso não tira um milímetro da minha autoridade para falar de ética. Governei um estado por oito anos e tenho 30 anos de vida pública – afirmou Aécio.

Embora haja grande ansiedade em setores da oposição com os números das pesquisas mais recentes, mostrando que a presidente Dilma Rousseff venceria hoje no primeiro turno, Aécio disse acreditar que esse cenário só deve começar a mudar a partir de abril, quando houver maior equilíbrio na exposição dos pré-candidatos. Hoje, nas palavras do senador, o que existe é um “monólogo” da presidente.

– Eu e Eduardo (Campos) sabemos que teremos de atravessar o Rubicão (ou seja, tomar uma decisão difícil e audaciosa, como fez o imperador romano Júlio César, ao cruzar esse rio da Itália e desencadear uma guerra) até chegar à comunicação de massa, o que só deve acontecer entre março e abril. Até lá, vai ser uma travessia no deserto. Não tenho ilusão de mudar isso (números da pesquisa) antes de terminar a Copa – declarou, lembrando os números da presidente na eleição passada:
– Nessa mesma época, última semana de novembro, primeira de dezembro, a Dilma tinha 17% e estava em campanha aberta, rodando o Brasil nas asas do Aerolula. Ela só foi passar o Serra em julho.

Em meio à finalização das linhas mestras de seu plano de governo, que serão reveladas oficialmente na próxima terça-feira, Aécio vem se reunindo nas últimas semanas com grandes empresários e representantes de setores organizados. Hoje à noite, será a vez de um encontro com 30 executivos do setor financeiro e industrial em São Paulo.

Mais do que apresentar propostas, esses encontros servem para o candidato mostrar em termos práticos quem o acompanha – e que, provavelmente, estará ao seu lado em um eventual governo. O exemplo de hoje é didático: acompanharão o tucano no evento o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, o ex-presidente do Banco Central Armínio Fraga, o governador de Minas Gerais, Antônio Anastasia, e o senador paulista Aloysio Nunes Ferreira – cotado para ser seu vice.

– O que estou fazendo é mostrando quem é o meu grupo. Essas são as pessoas com quem ando – explicou.

– O ano de 2015 será um ano muito difícil, sem dúvida. Há aí uma crise de confiança e o que esperamos é que a nossa eleição crie uma reversão de expectativa e nos dê fôlego para atravessar esse momento.

O espectro de interlocutores é diverso. Na semana passada, o tucano participou de jantares com alguns dos principais representantes nacionais do agronegócio na casa do pecuarista Jovelino Mineiro. Já nesta segunda-feira, esteve com os representantes dos principais grupos ambientalistas nacionais e internacionais, como Greenpeace e WWF, em um jantar organizado pelo ex-deputado federal Fábio Feldman. Amanhã, volta a se reunir com representantes do setor agrícola, desta vez, com os ex-ministros da Agricultura Roberto Rodrigues e Alysson Paulinelli, e, na segunda-feira, terá reunião com empresários cariocas e, em seguida, com José Júnior, do Afroreggae.

O foco dos tucanos será o eleitorado que quer mudanças de fato, em uma evidente contraposição ao governador Eduardo Campos, que apoiava o governo Lula até setembro. Sua afirmação mostra que, a despeito do seu esforço para combinar o jogo com o socialista, haverá também confronto entre os dois durante a pré-campanha e a campanha eleitoral.

– Vamos ser a mudança de verdade e segura para o Brasil. Não somos meia mudança. Quem quiser meia mudança talvez não fique conosco.


10 comentários

  1. sergio silvestre
    quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 – 19:51 hs

    Será uma sugestão reciproca.

  2. fiscal de realeza
    quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 – 21:32 hs

    entao o cschaçero vai pro xilindro o minerinho burro esse abriu a cova paras ser enterado

  3. Pato-branquense
    quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 – 22:59 hs

    Não sou lá tão fã do Aécio, mas vejo que tá sendo corajoso, se tiver peito para aguentar…..gostaria de ver o Lulllinha, tão probo, falando assim da PTzada, enfim, falando de ética, a começar pelo filho dele….ele só falava que havia sido “traído”, mas não dizia por quem….eta ptzada….

  4. É PAKABA....,
    quinta-feira, 12 de dezembro de 2013 – 23:43 hs

    e quem vai ficar para cuidar…..

  5. Gladeson
    sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 – 0:49 hs

    É isso mesmo AÉCIO, gostei de ver, não tem que segurar o rabo de ninguém, quem deve tem que pagar, ao contrário dos PETRALHAS que defendem

  6. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 – 4:12 hs

    E os envolvidos, já foram afastados dos cargos no governo?

    NÃO!

    O resto é apenas retórica.

  7. fiscal de realeza
    sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 – 19:42 hs

    quem que vai levar cachaça para o AECIO NEVES E MACONHA PARA FHC E CREME DE CABELO PARA SERRA E ALKIMIM KKKKKKKKKK

  8. silvajr
    sexta-feira, 13 de dezembro de 2013 – 20:03 hs

    E tá esperando o que senador, vá já pra lá

  9. CHEGOU A HORA
    sábado, 14 de dezembro de 2013 – 11:10 hs

    A TUCANALHA sempre se escondeu atrás da mídia e de seus poderosos patrões. Contam com a simpatia daqueles que levaram muito dinheiro desse pais ( PROER, Vale do Rio Doce , Telefonicas…) e sempre foram leais e submissos em troca das migalhas que recebem , nunca vistas como propina ou corrupção, mas como DOAÇÕES. Uma hora essa história acaba e graças à IRA ( santa ira ) demonstrado pelo Judiciário contra o PT (afinal esses não são tão amigos e aí corrupção é corrupção mesmo e não doação) . Como condenaram o PT ( os sapos barbudos) agora também deve chegar a hora dos vendilhões com pinta de “rapazinhos” bem cheirosos.

  10. everaldo
    sábado, 14 de dezembro de 2013 – 12:24 hs

    Vixi! vai faltar cadeia!!!!!!Deveriam pegar além dos mensaleiros do psdb e a turma do propinoduto do metrô paulista os que se intermediaram a compra de votos pela reeleição do FHC! Por causa dessa pulhice que temos reeleição no Brasil hoje! isso foi um o maior desserviço prestado a frágil democracia brasileira que ainda engatinhava!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*