PMDB libera os estados | Fábio Campana

PMDB libera os estados

De Denise Rothenburg, Correio Braziliense‏:

PMDB na encruzilhada – Na política, 2014 já chegou e o PMDB, embora diga que tem três opções, na verdade, adotou uma: fechar com a presidente Dilma Rousseff e liberar seu pessoal nos estados. Isso porque, passados 10 dias das eleições internas do PT, os peemedebistas não receberam uma sinalização em relação aos palanques que desejam. Ok, foi uma semana atípica em função das prisões do mensalão, com o PT dedicado a reagir. Mas a vida segue e é preciso cuidar de acertar os palanques, sob pena de comprometer a aliança pela reeleição de Dilma.

Os estados mais complicados são mesmo Rio de Janeiro, Ceará e Bahia. Isso sem contar aqueles nos quais os dois partidos são adversários tradicionais, por exemplo, Pernambuco e Rio Grande do Sul. Por falar na Bahia, o ex-deputado Geddel Vieira Lima telefonou. Queria dizer que não jantou com Aécio, mas confirmou que conversaram. “Conversei com Aécio, com Eduardo Campos, só não conversei com Dilma porque ela não me chamou”, contou.

Os tucanos garantem que a conversa entre Aécio e Geddel foi pra lá de boa. Anúncios no PMDB da Bahia, entretanto, só mesmo no ano que vem. Depois do trio elétrico. Até lá, ele segue com vários caminhos. A propósito, as outras duas opções são o partido fechar 100% com Dilma ou abandoná-la de vez. Essas hipóteses estão descartadas hoje.


Um comentário

  1. sergio silvestre
    segunda-feira, 25 de novembro de 2013 – 21:20 hs

    Será que vamos sair da era do sapo barbudo para a era dos príncipes /escovados?
    O Beto está se esmerando no corte de cabelo e nos cremes de beleza.
    O Aécio turbinou os dentões de porcelana e está parecido com a Cida Borgueti ,que não fecha a boca nem para cuspir mosquito

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*