Os podres dos puros | Fábio Campana

Os podres dos puros

Aldir Blanc, O Globo

Para os que procuram saber mesmo, sem dissimulações e desculpas, saiu o documentário “Gasland-2”. Está passando em canais por assinatura. Vou resumir a mamata: em uma só penada, o chefe branco Baby Bush, com o verdadeiro mandachuva, Dick Cheney, por trás, autorizou a pesquisa de gás por “fraturamento do solo”, um processo simples e limpo.

Um cano é enfiado até 2 mil e poucos metros de profundidade. Em seguida, injeta-se nele enormes quantidades de água pura. Fácil, né? A pressão da água acaba causando as fraturas, o que libera gás.

Um detalhe importante: no país do respeito à propriedade privada, o cara acorda, vai se espreguiçar na varanda dos fundos e dá de cara com máquinas fazendo o trabalho, sem permissão do proprietário. Se o malandro se aborrecer com esse desrespeito e quiser fumar, é só abrir a bica mais próxima que, ao invés de água, sai uma labareda. Isso aí. Fogo saindo das bicas.

O outrora límpido riacho solta borbulhas sulfúricas porque os lençóis freáticos já foram contaminados. Um cidadão inteligente mandou analisar a água, trazida por milhares de imensos caminhões-pipa que arrebentam as estradas, e — surpresa! — encontraram quase 600 (seiscentos) compostos químicos na dita-cuja, todos venenosos. Já vejo os trouxas que acreditam nas promessas de Bananobama, o Bush Negro, murmurando: “Deve ter melhorado com a chegada do herói afro-americano.”

Não. Piorou muito. O meio ambiente está sendo degradado, crianças adoecem, há casos de enjoos crônicos, vômitos, dores de cabeça constantes e tumores. Vi alguns cavalos e vacas que parecem alienígenas em filme do Ed Wood.

As reclamações não dão em nada. O Puder garante que o método é inócuo. Calcula-se que a praga esteja espalhada, com milhares e milhares de postos em cerca de 40 estados daquela (des)União.

Conta-se que um adolescente foi ao banheiro, com o tradicional gibi, deu a descarga ainda sentado no vaso e churrasqueou as pudendas. Ao passar, pelado e urrando, por dois ingleses, não ouviu o diálogo tipicamente britânico:

— Com mil diabos!

— Algum problema no terceiro olho, indeed…

Resolvi escrever sobre esse fraturamento porque o mau cheiro, lá e cá, é avassalador.

No momento em que escrevo, o delator Roberto Jefferson continua solto. Consta que o bravo tribuno Barbosinha disse: “Não tenho mais pressa.” Se isso for verdade, a Cega anda viciada e uns são mais condenados do que outros. Réus que pegaram regime semiaberto permanecem ilegalmente encarcerados.

O circo de mídia, imagens monótonas de ônibus e avião durante horas, com a repetição do mantra “…a prisão de José Dirceu e José Genoino…”, no dia da proclamação da ré-pública, pelo amor de meus netinhos e bisneto, essas armações falam por si sós.

Em que Papuda está preso Mamaluff? Não acredito na Justiça brasileira. Se políticos foram presos por violar suas funções, o mesmo se pode dizer dos juízes. Sugestão: coloquem um tubo de gás no meio do Supremo. Vai pintar fedor. Gasland-3.

Aldir Blanc é compositor.


Um comentário

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 25 de novembro de 2013 – 10:56 hs

    Devia continuar compondo suas músicas, ao invés de falar besteira impunemente. No Brasil é assim, um cara faz sucesso com alguma coisa, fica importante, e se julga entendido de todas as coisas, falando sobre tudo com ares de especialista. Vovó dizia neste casos que o se o cara fala besteira e é pobre, manda calar a boca. Se é rico ou famoso, todos aplaudem.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*