Licitação de propaganda da Prefeitura de Curitiba definida por jornalistas | Fábio Campana

Licitação de propaganda da Prefeitura de Curitiba definida por jornalistas

Os advogados das entidades que representam os profissionais e empresas de publicidade e propaganda – Abap, Sinapro e o Clube Criação – estão dê olho na licitação de R$ 20 milhões que o prefeito Gustavo Fruet (PDT) está fazendo para contratar as novas agências que atenderão a conta da prefeitura de Curitiba.

Isto porque a comissão escolhida por Fruet para analisar as empresas é formada quase que exclusivamente por jornalistas com cargos comissionados, políticos do gabinete do prefeito e jornalistas da velha guarda – e não profissionais com conhecimento em propaganda e marketing, como prevê a legislação.

A Lei Federal 12.532, que rege este tipo de licitação, define currículo e conhecimento técnico na área de marketing, propaganda e comunicação digital como prerrogativas necessárias aos membros da comissão técnica que avaliará trabalhos da agências de propaganda.

Entre os nomes escolhidos por Fruet estão Itamar Abib Neves e Gilson Santos (Chefe de Gabinete e Assessor Especial do prefeito, respectivamente), Abraão Benício e Daniela Neves (jornalista e porta-voz de Fruet), Tais Russo, Rudney Flores, Rosi Guillen, Luciana Oliveira, Melissa Ferreira, Fábio Kiil Ferreira, Daniel Castro e Clewerson Bregenski. Todos estes mantém algum vínculo com a Prefeitura.

Mas o que surpreendeu foi a seleção dos escolhidos sem vínculos – os jornalistas Roseli Abrão, Walter Schimidt, Hugo Santa’Ana, Eduardo Sganzerla, Ronei Pereira (Diretor do Jornal do Estado/Bem Paraná) e o publicitário aposentado Bira Menezes.


6 comentários

  1. Vigilante do Portão
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 5:58 hs

    A professora Josete não vai reclamar dos gastos com propaganda?

    Aliás,

    Passados 2 anos do caso Derosso, ainda não sabemos o paradeiro dos milhares de exemplares dos JORNAIS da CÂMARA DE CURITIBA.

    Quem imprimiu os jornais?
    Qual gráfica?
    Quanto foi pago e quem recebeu os cheques?

  2. Diego
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 9:05 hs

    Que engraçado, o GF escalou um monte de jornalista para fazer a escolha das agências. O correto não seria um monte de publicitário. Por que ele não deixou a missão para o clube de criação?

  3. Aderbal Soares
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 10:22 hs

    Tenho a impressão de já ter visto isso uma vez na Câmara Municipal……

  4. carlos rocha
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 11:40 hs

    A CIDADE EM FRANGALHOS, RUAS SÓ BURACOS, PARQUES MATOS E SUJEIRA, FALTA DE MEDICAMENTOS E MÉDICOS NOS POSTOS DE SAÚDE E O PREFEITO VAI TORRA 20 MILHÕES EM PUBLICIDADE PARA PROMOÇÃO PESSOAL. ABSURDO

  5. SOMBRA
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 13:03 hs

    Gustavo o povo de Curitiba não quer propaganda, que sim as obras prontas, aquelas que foram paralisadas…

  6. Comunicador
    sexta-feira, 22 de novembro de 2013 – 17:14 hs

    Mas se é sempre carta marcada qual é o problema?

    Ha, ha, ha…

    E olha que tem agenciazinha aí, que nunca concorreu, mas que está toda prosa porque agora ganhou também a conta do governo do Estado.

    Pesquisa que descobre qual é. Está achando que leva a da prefeitura também.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*