Justiça ajuiza ação contra prefeita de Colombo por irregularidade, diz MP | Fábio Campana

Justiça ajuiza ação contra prefeita de Colombo por irregularidade, diz MP


Beti Pavin (PSDB) infringiu o Estatuto dos Servidores do município. Diretor da Secretaria de Saúde também é réu na mesma ação civil pública.

A 6ª Promotoria de Justiça de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, ajuizou nesta sexta-feira (1º) uma ação civil pública contra a prefeita Beti Pavin (PSDB) e o diretor do Departamento Administrativo da Secretaria Municipal de Saúde, Marcel Rene Todesco Weldt. De acordo com o Ministério Público do Paraná (MP-PR), os dois infringiram o Estatuto dos Servidores do município. Uma empresa também é ré na ação, segundo o MP.

Conforme o Estatuto dos Servidores, “é proibida aos servidores municipais a acumulação de cargo de gerência em empresa privada”. Entretanto, o diretor desrespeitou a regra e ocupa o cargo de gerente em uma empresa privada. O Ministério Público inclusive constatou que ele tentou, por meio da empresa em que é gerente, celebrar um contrato de fornecimento de materiais e acessórios com o município.

O MP-PR informou que expediu uma recomendação administrativa à prefeita para que exonerasse o diretor caso não fosse comprovado o afastamento da gerência da empresa privada. Mas, de acordo com o promotor de Justiça Paulo Conforto, responsável pela ação, a situação ilegal persistiu.

No entender do Ministério Público, a conduta dos réus – que viola o princípio da legalidade – é caracterizada como ato de improbidade administrativa. Dessa maneira, a prefeita e o diretor ficam sujeitos às sanções previstas na Lei de Improbidade Administrativa, como perda da função pública, suspensão dos direitos políticos e pagamento de multa civil.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Colombo para comentar o assunto, porém, até as 16h30 desta sexta-feira ninguém foi localizado.


9 comentários

  1. luiz
    sexta-feira, 1 de novembro de 2013 – 20:07 hs

    Tentar fazer e diferente de fazer!
    Ela agora virou alvo só por que deu churrasco para os médicos Cubanos!

  2. OCIMAR
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 7:59 hs

    A ÚNICA NOVIDADE E É DE ESPANTAR,ELA NÃO É DO pt.

  3. Marcio José Nantes
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 14:58 hs

    Essa prefeita ainda está livre. Deveria estar na JAULA,faz muito tempo…

    Nossa justiça eleitoral comandada pelo PT

  4. Dieter
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 20:27 hs

    Será que finalmente vão cassar essa bandida.

  5. Lucas
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 21:17 hs

    Luiz, Bate Pavin é uma das políticas locais mais corruptas que temos. Esse churrasco deve ter sido superfaturado.

  6. carlos
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 23:02 hs

    NÃO É DE HOJE QUE ESTA MULHERZINHA DA DOR DE CABEÇA, POVO DE COLOMBO VOCÊS VOTARAM NELA, SE VIREM, CRIEM ELA É DE VOCES KKKKKKKKKKKK

  7. carlos
    sábado, 2 de novembro de 2013 – 23:03 hs

    LUIZ PUXA SACO.

  8. Paulo
    domingo, 3 de novembro de 2013 – 12:01 hs

    Não é que eu queira falar, mas o MP agora olha a administração da tal Beti com enorrrrme lupa! Parece perseguição!!! Não vejo tannnnnnnnnnnnto rigor com outras prefeituras!!!!! Quer dizer, então, seu MP, que o tal diretor TENTOU firmar contrato com a prefeitura? Não conseguiu por quê? Nesse tipo de situação, a mera tentativa não caracteriza crime. Já quanto à permanência do tal diretor no quadro de servidores, é mera irregularidade, sanável!!

  9. Prefeito Ivo Arzua Pereira
    segunda-feira, 4 de novembro de 2013 – 15:36 hs

    A Prefeita Beti Pavin é honesta,já fez e fará novamente uma
    excelente gestão em Colombo!Confio nela,na sua competência e
    honestidade.Colombo está em excelentes mãos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*