Imprensa italiana destaca presença de condenado do 'mensalão' no país | Fábio Campana

Imprensa italiana destaca presença de condenado do ‘mensalão’ no país

O ex-diretor de marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, condenado no julgamento do mensalão, fugiu para a Itália, destaca a imprensa italiana neste domingo.

Segundo a imprensa, Pizzolato, que possui a dupla cidadania italiana e brasileira, está no país há mais de 40 dias, depois de ter deixado o Brasil pela fronteira com o Paraguai.

Pizzolato, condenado a 12 anos e sete meses de prisão por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e peculato, destacou em uma carta dirigida a seu advogado, Marthius Sávio Lobato, que pretende “solicitar um novo julgamento na Itália, ante um tribunal não submetido ao que é ditado pelos meios de comunicação”.

As autoridades brasileiras já entraram em contato com a Interpol.

Outros condenados no julgamento, incluindo José Dirceu, José Genoino e Delubio Soares, ligados ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ex-dirigentes do Partido dos Trabalhadores (PT), se entregaram à Polícia Federal.

Todos foram considerados culpados por um esquema de pagamento de suborno a deputados para garantir votos no Congresso, entre 2003 e 2005, durante o primeiro mandato de Lula, e foram condenados a penas de prisão.

Na quarta-feira, o Supremo Tribunal Federal (STF) determinou a execução imediata das penas de 16 dos 25 sentenciados no julgamento, que acabou no fim de 2012 e destacou um amplo sistema de compra de deputados pelo PT.


8 comentários

  1. Palpiteiro
    domingo, 17 de novembro de 2013 – 18:43 hs

    De certa forma isso mostra que o Brasil não consegue nem controlar os condenados chinfrins domésticos. Imagine os terroristas e outros bandidos internacionais. Depois, reclamam da espionagem americana.

  2. OCIMAR
    domingo, 17 de novembro de 2013 – 20:01 hs

    ATENÇÃO SERVIÇO SECRETO ITALIANO,NÓS ACEITAMOS ELE DE VOLTA EM UM SACO PRETO DE LIXO.

  3. dibel
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 9:29 hs

    É só propor ao Governo Italiano trocar o Cezare Terrorristi (digo, Battisti) pelo Pizzalato (digo Pizzolato).

  4. Gardel
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 12:47 hs

    Deviam troca-lo por Cesare Batiste asilado no Brasil.

  5. MENSALEIRO JUNIOR
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 13:12 hs

    É UMA COISA FÁCIL DE RESOLVER, TROQUEM O PIZZOLATTO( OU SERIA PISTOLATTO) PELO TERRORISTA BATISTTI E A ITÁLIA FICARÁ ETERNAMENTE AGRADECIDA

  6. sherloqui gomes
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 14:55 hs

    Simples assim: troca ele pelo TERRORÍSTA Italiano que o Lula “beneficiou” no Brasil!ADSUMUS!

  7. Coelho Ricochete
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 17:04 hs

    Bem feito pra nós. Engolimos um mafioso assassino com toda a pompa e circunstância e mandamos “em troca” um lixo corrupto pros italianos. Saímos perdendo nessa… Como sempre.

  8. antonio carlos
    segunda-feira, 18 de novembro de 2013 – 18:30 hs

    Não entendi a pretensão do ladrão fujão, vai solicitar novo julgamento na Itália? Por que, pretende já a começar com a roubalheira por lá também ? E o cara nem acabou de chegar. Nada como um dia depois do outro. Os italianos devem estar dando ótimas risadas as nossas custas. E espertos somos nós.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*