Fabio Camargo depõe em Brasília sobre denúncia de tráfico de influência | Fábio Campana

Fabio Camargo depõe em Brasília sobre denúncia de tráfico de influência

Plauto no STJ: “Pude esclarecer aquilo que eu vi acontecer internamente na Assembleia”

Da Gazeta do Povo:

Um dia após ser afastado do cargo de conselheiro do Tribunal de Contas do Paraná (TC), Fabio Camargo prestou ontem depoimento em Brasília como investigado em um inquérito que tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ). A investigação apura suposto tráfico de influência na eleição de Camargo para a vaga. Também depôs, como testemunha, o segundo colocado na votação realizada pela Assembleia Legislativa em julho, o deputado estadual Plauto Miró (DEM).

O inquérito 950 surgiu de uma denúncia da Procuradoria-Geral da República e corre em segredo de Justiça. O caso tem como relatora a ministra Eliana Calmon, que colheu ambos os depoimentos. Camargo foi o primeiro a falar. Como parte interessada na investigação, ele permaneceu no STJ para acompanhar o testemunho de Miró.

“A denúncia que a Procuradoria fez é embasada, dentro de uma série de situações que ali são apontadas e que teriam acontecido no Paraná. Posso lhe dizer que uma boa parte do que está ali aconteceu. Aquilo que eu tinha provas eu entreguei à ministra Eliana Calmon para fazer parte do processo”, disse Miró na saída do depoimento.

O deputado estadual apresentou à ministra um caderno com a cronologia de 33 episódios que ocorreram desde setembro de 2012, quando confirmou o interesse em participar da eleição para o TC, até outubro de 2013, quando o colega de Assembleia, Elton Welter (PT), disse em plenário ter sido ameaçado para votar em Camargo. Cada item é amparado por reproduções de ações judiciais, propostas legislativas e reportagens. Além de Plauto e de Camargo, Welter também vai prestar depoimento ao STJ na semana que vem.

Segundo Plauto, a principal preocupação da ministra no depoimento foi tentar esclarecer as denúncias feitas pela Procuradoria sobre a interferência do ex-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e pai de Fabio Camargo, Clayton Camargo, na eleição para o TC. “Foi um depoimento no qual eu pude esclarecer aquilo que eu vi acontecer internamente na Assembleia.” Clayton Camargo foi afastado no dia 8 de outubro por decisão do Conselho Nacional de Justiça, que também determinou abertura de investigação investigar sobre denúncia de que o desembargador teria renda incompatível com a função que exercia.

O eixo da suspeita de tráfico de influência está na aprovação, pelo Órgão Especial do TJ-PR, de projeto de lei que autoriza o repasse para o caixa do governo estadual de 30% dos depósitos judiciais de posse do tribunal no mesmo dia em que Fabio tomou posse no cargo (7 de julho).

Ao longo do inquérito 950, a Procuradoria também pediu o afastamento de Fabio do TC, mas ainda não houve decisão de Eliana Calmon sobre a solicitação. A tendência é que a ministra encerre o inquérito nas próximas semanas, já que requerem a aposentadoria a partir do dia 18 de dezembro.

Decisões foram técnicas, diz deputado

A Assembleia informou que ainda não foi notificada a respeito do afastamento de Fabio Camargo do TC. Disse que cumprirá “qualquer decisão que a alcance”. A desembargadora responsável pelo afastamento, Regina Portes, entendeu que a Assembleia favoreceu Camargo na eleição para o TC. O deputado Elio Rusch (DEM), presidente da comissão que analisou as candidaturas na eleição, disse que todas as decisões do grupo se basearam em critérios técnicos, e não políticos.

Colaboraram Katna Baran, Euclides Lucas Garcia e Yuri Al’Hanati.


11 comentários

  1. carlos rocha
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 11:14 hs

    PERGUNTA NÃO OFENDE SE FABIO CAMARGO FOI AFASTADO DO TCE, TODAS AS DECISÕES POR ELE PROFERIDA SÃO NULAS, LOGO A ABSOLVIÇÃO DE EDUARDO REQUIÃO DAS BARBARIDADES QUE O MESMO PRATICOU NO PORTO QUANDO DIRIGENTE TAMBÉM SÃO NULA? ESSA DECISÃO FOI DO ENTÃO CONSELHEIRO FABIO CAMARGO.

  2. tadeu rocha
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 12:02 hs

    ELTON, QUEM COORDENAVA A CAMPANHA DO FABIO CAMARGO,??

    TRAIANO, KURI, ROSSONI, JUSTUS, CONHECIMENTO DE TODA A ASSEMBLEIA.

    MAIS A PRESSÃO DO TJUSTICA

  3. sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 12:09 hs

    Pressão política agora passou a se chamar critérios técnicos????
    Mais um político que não devemos votar nas próximas eleições…

  4. QUESTIONADOR
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 12:48 hs

    -Tudo questão de política que os políticos adoram…principalmente se farta e extensa cobertura da mídia!!!
    -Mas pensemos bem: se realmente o Fábio Camargo deixar a vaga de conselheiro, quem irá assumir??? Outro deputado??? O próprio Plauto Miró??? Se Plauto Miró assumir não mudará em nada a concepção do Tribunal de Contas, permanecendo o peso político e não técnico para ocupar a vaga de conselheiro…
    -As entidades organizadas devem contestar não o posse de um político para o TC e sim contestar o sistema que permite esta possibilidade…afinal de contas o TC existe para fiscalizar e punir prefeitos e outros funcionários públicos que não cumprem as leis, e desta forma político julgando político é incomcebível!

  5. Cardosão
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 14:47 hs

    Interessante, como o derrotadinho do Plauto ta magoado, ele no dia da eleição reservou o Madalosso pra festa da vitória, de tanta certeza que venceria o Fabio Camargo.

  6. Clemente
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 16:14 hs

    O Plauto precisa combinar melhor com o Elton Welter, pois veja o que o deputado do PT, do PT do mensalão…
    “Welter declarou que votou em outro deputado que concorria ao cargo de conselheiro, Plauto Miró Guimarães (DEM).”
    Ta explicado.

  7. Dines
    sexta-feira, 29 de novembro de 2013 – 16:48 hs

    Foi de fralda depor. Voltou com mais incertezas. Arruma as gavetas meu querido

  8. Fábio Azevedo
    sábado, 30 de novembro de 2013 – 16:14 hs

    Deveriam ser cassados todos os deputados e o governador que
    fizeram lob para colocar este Fábio Camargo no TC, em troca dos depósitos judiciais para serem utilizados pelo Governo do Estado. Que maracutaia entre o Presidente do TJ, com o Governador e os Dep. Estaduais.

  9. Elias
    domingo, 1 de dezembro de 2013 – 10:54 hs

    Nossa como tem gente que segue o script da RPC, o que eles dizem, se reproduz na íntegra.
    Fabio Camargo será sim, reconduzido ao cargo, queira ou não, foi eleito, é legítimo e fim de papo.

  10. Elias
    domingo, 1 de dezembro de 2013 – 11:00 hs

    Não me canso de dizer, o capeta se levanta pra cair, pelo bem que o Fabio Camargo fez pelos pobres, Deus irá abençoa-lo e ficará no cargo.
    Tenho fé sim, me xinguem, o quanto quiserem, meus DEUS é fiel.
    Fabio Camargo queria dizer isso olhando em seus olhos, eu sofri muito nessa vida, nunca roubei um centavo de ninguém, nunca faltei um dia de serviço, nunca levei um atestado, mesmo assim fui humilhado, injustiçado, mas DEUS mostrou minha inocência.
    Quando estava no fundo do poço, bati em muitas portas, até um padre famoso me virou as costas.
    Quem me me deu a mão?
    Foi o senhor Fabio Camargo, o senhor me deu a mão, foi um instrumento nas mãos de DEUS pra me ajudar.

  11. José
    domingo, 1 de dezembro de 2013 – 11:05 hs

    Não me canso de dizer, o capeta se levanta pra cair, pelo bem que o Fabio Camargo fez pelos pobres, Deus irá abençoa-lo e ficará no cargo.
    Tenho fé sim, me xinguem, o quanto quiserem, meus DEUS é fiel.
    Fabio Camargo queria dizer isso olhando em seus olhos, eu sofri muito nessa vida, nunca roubei um centavo de ninguém, nunca faltei um dia de serviço, nunca levei um atestado, mesmo assim fui humilhado, injustiçado, mas DEUS mostrou minha inocência.
    Quando estava no fundo do poço, bati em muitas portas, até um padre famoso me virou as costas.
    Quem me me deu a mão?
    Foi o senhor Fabio Camargo, o senhor me deu a mão, foi um instrumento nas mãos de DEUS pra me ajudar. Depois de muitos anos eu puder inclusive passar uma semana na praia com o meu filho, pois o senhor me indicou pra uma vaga de emprego, nesse emprego eu pude mostrar meu valor.
    Devo muito ao senhor, pois o emprego indicado pelo senhor fez cessar as humilhações que eu sofria por estar desempregado.
    Oro sim, todo dia pelo senhor, o Senhor DEUS vai lhe dar a vitória.
    Agindo DEUS quem impedirá?
    Mil cairão ao seu lado, dez mil a sua direita, mas vós não serás atingido.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*