É culpa do PT-PDT, dizem forças vivas de Londrina | Fábio Campana

É culpa do PT-PDT, dizem forças vivas de Londrina

Nada tira da cabeça das lideranças de Londrinas que as administrações desastrosas do PT (Nedson Micheleti – 2001/2008) e do PDT (Barbosa Neto – 2009/2012) colocaram a cidade no ostracismo e a fizeram perder a liderança, nos indicadores econômicos e sociais, para Maringá nos últimos 12 anos. Cláudio Tedeschi, presidente do Fórum Desenvolve Londrina, não existe outra razão para explicar o descompasso entre as duas cidades, além da política. “São muitos anos de administrações públicas ruins e tumultos”, disse ao jornal “Folha de Londrina”.

Tedeschi destaca que Maringá não sofreu traumas políticos recentes e que as últimas administrações trataram de planejar o desenvolvimento da cidade. “O setor público no Brasil tem um peso forte na economia. Se ele não vai bem, acontece o que aconteceu em Londrina”, declarou. A Folha de Londrina, na sua principal manchete, destaca a pujança de Maringá e paralisia de Londrina em vários setores da economia.


12 comentários

  1. Helena
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 17:31 hs

    Concordo, e o Brasil está indo no mesmo caminho, e as consequências serão desastrosa para todos nós…

  2. Pedro Rocha
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 18:05 hs

    É bem feito! O mais rodados, como eu, lembram bem que Londrina foi um dos ninhos da maldita serpente petista.
    Nas longínquas décadas de 1970/1980, essa mancha vermelha já maculava as escolas de ensino superior londrinenses.
    A molecada entrava na faculdade, e a primeira coisa que aprendiam era ser do maldito partido.
    Um sobrinho meu, recém admitido na escola, em conjunto com outros vagabundos veteranos, inclusive sequestraram uma garota com todo viés político/terrorista, para desgraça da família, que no lugar de um médico, ganhou um bandido como membro da família.

  3. Londrina 2016
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 18:20 hs

    Cade o Belinati? Foi criticado, criticado, criticado…. mas, em suas gestões Londrina cresceu e apareceu, eram empresas, casas populares, hospitais, tantas coisas que depois dele, nunca mais vimos.

  4. sergio silvestre
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 18:34 hs

    Não meu caro,de Londrina eu conheço porque estou aqui a mais de 50 anos.
    A cidade sempre foi tocada pelos barões do café,pelas zonas famosas e pelos bons políticos que na época administravam a cidade .
    Depois da era Hosquem e Paranaguá,começou a cidade caminhar para a demagogia,os malandros se apoderaram da cidade,ordenavam invasões de fundos de vale e quando a cidade tinha 300 mil habitantes foram feitas 25mil casas populares,ou seja em cada três famílias comportava uma casa era disponível.
    Começou os roubos as maracutaias e a farra dos veículos de comunicações que na época era a principal ferramenta para eleger candidatos,pois sua exposição era bem mais difícil sem esses veículos.
    A cidade estagnou,inchou e veio a furo e hoje não sabe pra onde vai.
    Virou uma prestadora de serviços,e é o que salva sua economia,eu mesmo fiz obras no Brasil inteiro trazendo divisas para Londrina .
    Quanto aos prefeitos,nunca se sabe qual é o mais ruim,na minha opinião sempre o prefeito que entra é pior daquele que sai.

  5. ronaldo
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 18:54 hs

    a do belinati foi um sucesso né?esse cara não entende nada de politica…para mim a maior culpa disto tudo são de todas as lideranção politicas locais que em vez de se unirem em prol da cidade só sabem pensar em assumir esquemas para se beneficiarem($$$$$$)esse é o problema e a população tambem tem sua grande parcela pois naõ participa do processo politico.

  6. Moisés Fróes
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 19:04 hs

    No lugar que os corruPTos do PT botam a mão,tudo vira M…

  7. Cincao
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 19:12 hs

    Corretíssima essa análise acerca da falência de Londrina. Com Belinati, Nedson do PT e o Barbosa Neto, todos juntos e misturados, nem a outrora pujante Londrina suportou tanta incompetência somado a igual medida de má fé destes espertalhões. Qual empresário iria ter coragem de investir numa cidade governada por Belinati-Nedson-Barbosa? Agora é correr contra o tempo perdido e fazer a lição de casa, seguindo o exemplo de Wilson Moreira. …

  8. Luiz Carlos - londrina
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 19:14 hs

    Tanto é verdade que basta ler a reportagem da folha de londrina de hoje.
    Maringá desde 2010 tem gerado + empregos + IPI e + ICMS.
    Contra fatos não há argumentos.

  9. Gardel
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 10:37 hs

    Onde o PT e seus aliados coloca a mão, acaba em escombros.

  10. sergio silvestre
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 11:29 hs

    Maringá teve prefeito petista e foi muito bem.
    Problema de Londrina está na sua elite empresarial acostumada nas fazendas dos avós,onde tinha seus escravos ganhando merrecas.
    Não aprenderam investir na cidade,só fazem prédios e vendem para especuladores.
    O maior imobilista daqui,investe em shoopings para lazer do povo da região metropolitana.
    Se não fosse a farta mão de obra que está espalhada pelo Brasil inteiro
    Londrina seria um imenso favelão.
    Agora dizer que a culpa foi do Nedson,é uma coisa tão safada.Londrina estes últimos três anos foi ao fundo do Poço.
    O ano que vem vão escolher os mesmos ,pode apostar.

  11. QUESTIONADOR
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 13:41 hs

    -Londrina tem mais visibilidade porque é a segunda cidade do estado, desta forma toda administração tem uma grande responsabilidade, que nos úlitmos prefeitos(Belinati, Nedson e Barbosa) não assumiram de forma competente….resultado, Londrina está estagnada, mas creio que não é somente o caso isolado de Londrina, mas sim de forma geral no Estado.
    -Os políticos que conseguem lograr êxito em suas campanhas para prefeito, após a posse, pensem que vão fazer milagres. Depois a conversa muda de figura ao constatar as finanças do município e a pressão para acomodar os apoiadores da campanha eleitoral. Não há e nunca haverá uma equipe permanente nas prefeituras que determinem e direcionem o crescimento planejado das cidades, tudo é feito de forma política e eleitoreira, sem nenhum estudo técnico…apenas política ligada às famílias tradicionais de cada cidade(podemos chamar de feudo).

  12. segio silvestre
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 21:09 hs

    Londrina mwus caros,não tem é receita,é uma cidade bonita de se olhar mas é pobre
    Os maiores donos de imoveis protelam seus IPTUS.
    Temos uma turma que quer fazer,outra que tenta embargar.
    Uma avenida ficou por cinco anos parada em um pequeno trecho,porque um antigo posseiro do terreno queria alta indenização para ceder parte do terreno.
    Uma grande rede está esperando por anos tentando se instalar.
    Enquanto os vereadores e políticos da cidade olharem ali na gleba palhano e suspirar por um apto de cobertura ou uma mansão no golfe club,vão tentar mesmo travar a cidade.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*