Dilma abandona reforma agrária no Paraná, diz MST | Fábio Campana

Dilma abandona reforma agrária no Paraná, diz MST

Matéria de Vandré Dubiela n’O Paraná aponta o desencanto do MST com os 10 anos do governo do PT em relação à reforma agrária. O MST está frustrado e o cenário é de descaso e desinteresse no Paraná e na região Oeste. “Das 5,5 mil famílias paranaenses que ainda aguardam embaixo de lonas sustentadas por caibros e galhos de árvores, pelo menos 700 estão espalhadas por mais de dez acampamentos na região, mais da metade concentradas em Cascavel. As famílias aguardam há anos uma chance de produzir em áreas de aproximadamente cinco alqueires”, escreve Dubiela.

O jornal fez ainda três comparativos. O Governo FHC assentou 1.219.690 famílias em oito anos. O Governo Lula assentou 620 mil famílias em oito anos e Governo Dilma assentou 22 mil famílias em 2011 e outras 23 mil em 2012; com isso o atual governo tem o pior resultado em números da reforma agrária em quase 20 anos


3 comentários

  1. VISIONÁRIO
    quarta-feira, 13 de novembro de 2013 – 6:11 hs

    A reforma agrária do jeito que está é a maior fria que inventaram
    até hoje. Virou tambem um covil de vagabundos sustentados por
    políticos desonestos que com o amparo federal promovem invasões
    em terras produtivas. Como neste Brasil crime deste tipo não é crime
    quem tem terras vivem receosos de um dia perder uma terra legal.
    Culpa de todos os governos que já passaram e principalmente do
    PT que é especialista de enfiar a mão no bolso alheio !!!

  2. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 13 de novembro de 2013 – 7:29 hs

    O MST era tido como o braço do petê no campo. Ai de quem ousasse falar mal de Lula, do petismo que o espremeu e jogou o bagaço fora.

  3. Irineu
    quarta-feira, 13 de novembro de 2013 – 9:36 hs

    A realidade é que estes movimentos não produzem é nada, isso é o atraso do país na questão agrária.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*