Chicarelli quer saber quem vai ao motel | Fábio Campana

Chicarelli quer saber quem vai ao motel

Da Banda B:

O vereador Chicarelli (PSDC) apresentou um projeto de lei nesta terça-feira (19) que pode alterar a rotina dos motéis, pensões, hotéis, albergues e pousadas de Curitiba. A proposta é obrigar esses estabelecimentos a realizarem um cadastro obrigatório de seus clientes. O objetivo, segundo o autor do projeto, é coibir a prática de abuso de menores que, muitas vezes, são levados a lugares assim para a prostituição.

Chicarelli disse que é preciso reagir a esta rotina diária de crianças e adolescentes se prostituindo diariamente em estabelecimentos rotativos. Segundo o vereador, aqueles que agem dentro da lei, não terão por que temer o cadastro.

O projeto prevê multa de R$ 1 mil para o estabelecimento que descumprir a lei. Em caso de reincidência, o valor da multa será dobrado e, se persistir, poderá ter o alvará de funcionamento cassado.

A proposta ainda precisa do parecer jurídico da Câmara para só depois ir para a Comissão de Constituição e Justiça, antes de ser discutida em plenário.


10 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 10:45 hs

    Isso atesta a completa e total inutilidade da edilidade no Brasil. A miséria intelectual edilícia, que nada fazem a não ser conceder títulos e nomear ruas. Gratuidade já para o exercício da vereança.

  2. sergio silvestre
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 11:21 hs

    Que tál um cadastro com algum imposto imbutido.
    Quem não tem o que fazer vai dar uma cagada cara,

  3. BoBP
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 11:24 hs

    Quem não tem estudo, não tem idéias, só sabe despejar. Pensar poderia ser uma nova opção. É isso que se chama um candidato populista.

    Repasso:

    Na Universidade de Griffith, na Austrália, há um concurso anual sobre a definição mais apropriada para um termo contemporâneo. Este ano, o termo escolhido foi “politicamente correto”.

    O estudante vencedor escreveu:

    “Politicamente correto é uma doutrina, sustentada por uma minoria iludida e sem lógica, que foi rapidamente promovida pelos meios de comunicação, e que sustenta a ideia de que é perfeitamente possível pegar num pedaço de merda pelo lado limpo.”

  4. Carlos
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 12:28 hs

    Se ele estudasse saberia que isto já é obrigatório.

  5. Solange
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 17:15 hs

    Tivesse um mata-burros na entrada da Câmara, por conta dessa proposta este senhor não teria acesso… Faça-me o favor!

  6. Silveira
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 17:33 hs

    Independente de já existir a lei ou não, é relevante fiscalizar não apenas motéis, mas alguns bordeis que existem por aí! Quem critica contra a atitude do vereador Chicarelli, de maneira desrespeitosa, sem um fundamento moral, será que gostaria de ver sua filha de 13 anos em algum lugar desses? Numa dessas não tem filha ou é pedófilo. Que me perdoem os intelectuais que postaram comentários.

  7. jr
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 21:25 hs

    Vai ser mais uma lei para nada, vereador hoje não serve para nada, votar pra que ?
    alias políticos em geral não servem para nada são Parasitas da Sociedade.

  8. Eleitor de Curitiba
    quarta-feira, 20 de novembro de 2013 – 23:54 hs

    Meu Deus que turma de inútil o voto obrigatório colocou em nossa Câmara.

    Poderia propor um cadastro obrigatório de ponto para vereadores, assessores, secretários municipais e afins também…com multa seria ótimo!!!

  9. MENSALEIRO JUNIOR
    quinta-feira, 21 de novembro de 2013 – 8:25 hs

    isso só vem provar a completa inutilidade dos vereadores,se a câmara de Curitiba fosse fechada a população não notaria.

  10. Alexsander Silva Netto
    quinta-feira, 21 de novembro de 2013 – 10:11 hs

    Isso só tem uma denominação, complexo de corno….provavelmente ele sofre de algum trauma neste sentido….e quer fiscalizar a vida dos outros.
    Este vereador é a PIADA da câmara municipal mesmo….só faz m…rda…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*