A tristeza de Vargas | Fábio Campana

A tristeza de Vargas

“O clima é de tristeza. Tem gente que não esperava de fato que isso pudesse vir a acontecer um dia”

André Vargas, vice-presidente da Câmara (PR), sobre a prisão dos petistas condenados pelo mensalão.


17 comentários

  1. Tisa Kastrup
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 11:28 hs

    Além de aloprados os petêlhos também são alienados?
    Em que país essa corja vive, hein?

  2. LUIZ
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 11:50 hs

    Teoria do fato punível..
    Com uma jurisprudência dessas, os políticos devem correr para uma reforma política, do contrário a cada eleição irão se envolver cada vez mais com empresas financiadoras, que na maioria das vezes não usa dinheiro bom para esse fim.
    Depois vão ficar chorando.

  3. Pedreira
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 12:03 hs

    A “casa caiu”, mas ainda falta “o chefe” (apud IVO PATARRA). Alguém ainda “…vai abrir a boca..” pois não suportará vê-lo (O chefe) livre e solto flanando pelo país espalhando sua mentiras.

  4. OCIMAR
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 12:24 hs

    SE ACHANDO ACIMA DO BEM E DO MAL,SE INVESTIGAREM DIREITINHO,ESSE AÍ TAMBÉM TEM ESQUELETO NO ARMÁRIO.

  5. SOMBRA
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 13:27 hs

    Afinal quem comete erros tem que pagar…

  6. SOMBRA
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 13:28 hs

    Cadeia para quem cometer erros…

  7. ernesto
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 14:13 hs

    Escândalo do Metrô da cidade de São Paulo sumiu, a imprensa brasileira já esqueceu. Roubo da prefeitura de São Paulo não tem domínio do fato e prefeitos do PSDB estão livres. Massacre aos presos do PT continua firme e forte na mídia corrupta. Presos são perseguidos para serem humilhados diuturnamente pela imprensa brasileira dentro da prisão, de hospital, de aeroportos seja lá onde estiverem. Condenados do PT foram presos no feriado da Proclamação da República enquanto isso, Roberto Jefferson está em casa e sabemos que os corruptos do Mensalão do PSDB, Eduardo Azeredo não é incomodado pelo STF, terão seus crimes prescritos como foi os do ex-deputado do PPS Raul Jungmann.

  8. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 15:42 hs

    Calma, deputado. Logo, logo, as mãos da Justiça vão cingir as as munhecas de O CHEFE.

  9. PEDROCA DO SUDOESTE
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 16:26 hs

    Então o A

  10. Pedro Rocha
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 18:26 hs

    Esse cara de pau tá solto ainda? – Brincadeira tem hora.

  11. Gladeson
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 19:00 hs

    Ou ele pensava que em…CUMPANHEIRO… não se tocava. então se lascou

  12. jaferrer
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 19:49 hs

    Te prepara, tu és o próximo…

  13. Helena
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 20:03 hs

    Ainda vai ver muita coisa acontecer, Deputado, ou melhor, muita coisa precisa aparecer, para depois acontecer…

  14. Dieter
    terça-feira, 26 de novembro de 2013 – 21:22 hs

    Tavam achando que os pilantras petistas eram imunes às ações da justiça. Agora só falta prender o chefe de toda essa corja de f.. que é o vagabundo mor lularápio da silva.

  15. Coxa Branca
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 8:19 hs

    ERNESTO, Leia o post deste blog sobre o privilégio dos mensaleiros na prisão:
    A Pastoral Carcerária Nacional, vinculada à Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, criticou o livre acesso de políticos e de amigos e parentes dos condenados do mensalão nas visitas ao Complexo da Papuda. O coordenador nacional da Pastoral, padre Valdir João Silveira, afirmou que os visitantes não devem ter privilégios e que sejam submetidos às revistas, ainda que humilhantes e vexatórias, para conhecerem a realidade do sistema carcerário do país. Padre Valdir disse que a principal novidade do mensalão é que o setor mais privilegiado da sociedade está conhecendo como funcionam os cárceres no país.

    “Todos deveriam passar pelas revistas, para que os amigos deputados, senadores e até ministros vejam como são os presídios no Brasil. E que passem também por revista vexatória por que todos os familiares de presos passam. Eles ficam despidos e examinados em situação humilhante. Que sintam o que milhares de pessoas sentem ao visitar seus parentes” disse o padre Valdir.

  16. Bakamarquê
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 10:34 hs

    SÓ FALTA O ALI BABÁ ! ! !
    PARA MINHA CELA MINHA VIDA FICAR COMPLETA !

  17. Juka
    quarta-feira, 27 de novembro de 2013 – 11:08 hs

    … e o povo que arca com uma das maiores cargas tributárias do mundo ainda tem que ficar ouvindo esse tipo de “desabafo”. Parabens ao JB, que com suas decisões práticas está tentando curar as feridas da cambaleante justiça brasileira.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*