Terminais atacam modelo para portos | Fábio Campana

Terminais atacam modelo para portos

Do Valor:

Na contramão da ideia de gerar escala e baixar custos nos portos, o modelo para as licitações de novos arrendamentos em Paranaguá e Salvador pode impedir a ampliação dos atuais terminais de contêineres, segundo a Associação Brasileira dos Terminais de Contêineres de Uso Público (Abratec), e inviabilizar investimentos de R$ 2 bilhões.

As empresas argumentam que a ampliação dos berços de atracação – e, eventualmente, dos pátios – é imprescindível para receber a nova geração de navios conhecidos como New Panamax, com 366 metros de comprimento, e que deverão chegar aos portos nacionais a partir de 2015, com a conclusão das obras de expansão do Canal do Panamá. Ocorre que o modelo atual foi desenhado com base em navios menores, que raramente ultrapassam 250 metros.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*