Os conflitos entre PT e PMDB | Fábio Campana

Os conflitos entre
PT e PMDB

Ilimar Franco

A aliança entre o PT e o PMDB caminha por trilhas perigosas. O maior parceiro do governo Dilma se sente atropelado nos estados. Um de seus dirigentes diz que é hora de saber: “A prioridade do PT é a reeleição da presidente Dilma ou as sucessões estaduais?” Outros dizem o mesmo. O temor é que os desacertos deixem os governistas em minoria na hora de decidir a continuidade do apoio.

A chave: resolver os estados

A cúpula do PMDB não está preocupada com as divergências com o PT nas eleições do Rio Grande Sul e da Bahia. Mas sim com o desacordo no Rio, no Ceará e no Maranhão. Se o PT abandonar os governadores Sérgio Cabral (PMDB-RJ) e Roseana Sarney (PMDB-MA), ou se optar pelo governador Cid Gomes (PROS-CE), em detrimento do líder no Senado, Eunício Oliveira, o apelo da oposição interna vai crescer. A essa ” tensão se soma o ressentimento com o tratamento no governo Dilma. Um deles explica:

No governo Lula, nosso poder era real. Não tínhamos o vice. Hoje temos o vice, temos ministros, mas não temos os ministérios.”


4 comentários

  1. Gardel
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 7:51 hs

    Com a aproximação das próximas eleições, a base aliada do PT para se reeleger, esta posando de oposição. Na era virtual, isso não cola mais.

  2. antonio carlos
    sábado, 19 de outubro de 2013 – 11:06 hs

    Este povo do velho de guerra dá jeito para tudo, neles o instinto de sobrevivência é natural, sabem como ninguém sempre ficar à tona.

  3. Parreiras Rodrigues
    domingo, 20 de outubro de 2013 – 11:17 hs

    Por que não “conflitam” sobre problemas nacionais? Só sobre morder o erário não vale, uai…

  4. Angélica
    sexta-feira, 1 de novembro de 2013 – 15:46 hs

    Nessa dança toda, eu só espero que isso não venha a prejudicar mais ainda a aliança PMDB – PT, que foi de grande importância durante o mandato do Cabral.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*