Não tenho acordo com Osmar, diz Alvaro | Fábio Campana

Não tenho acordo com Osmar, diz Alvaro

O senador Alvaro Dias (PSDB-PR) foi entrevistado pelo jornalista Karlos Kolhbach, do Bem Paraná, e blog separou quatro delas. “Não é acordo. Há o bom senso que não recomenda uma disputa entre irmãos. Eu sinceramente não entenderia uma disputa entre irmãos. Da minha parte não existe a hipótese de concorrer com um irmão, não me sinto confortável e a recíproca é verdadeira. Não é acordo é formação familiar. Não haverá disputa entre nós, não sei qual será o futuro”, respondeu sobre seu irmão Osmar Dias, vice-presidente do Banco do Brasil e que também postula o Senado pelo PDT. Vamos à entrevista.

O senhor teve rusgas públicas com o governador Beto Richa. Qual foi o entendimento que vocês chegaram para que o senhor fosse o candidato do partido ao senado no ano que vem?
Não houve barganha nenhuma. As divergências políticas não desaparecem num toque de mágica, mas são pequenas diante do projeto partidário que é um projeto de nação. O PSDB tem dever oferecer uma nova via para os brasileiros. A convergência é mais importante. Não conversamos muito. Só definimos que seríamos candidatos, ele ao governo do estado e ao Senado. Não houve nenhum entendimento pontual.

Teve alguma participação do senador Aécio Neves na sua permanência no PSDB?
Sim. Ele conversou porque a questão maior é a nacional, não a local. O Aécio me procurou e contribuiu para que não houvesse maiores consequências. O Aécio é habilidoso sabe conversar politicamente e vai se solidificando como o candidato do partido para a presidência.

O acordo que o senhor tem com o seu irmão, Osmar Dias, de não disputar eleição com ele ainda está de pé?
Não é acordo. Há o bom senso que não recomenda uma disputa entre irmãos. Eu sinceramente não entenderia uma disputa entre irmãos. Da minha parte não existe a hipótese de concorrer com um irmão, não me sinto confortável e a recíproca é verdadeira. Não é acordo é formação familiar. Não haverá disputa entre nós, não sei qual será o futuro.

O PSDB está tentando o apoio do PMDB do Paraná em 2014. O que o senhor acha de andar junto do PMDB do senador Roberto Requião?
Não tenho problema com o PMDB, nunca tive, até porque fui governador pelo PMDB e sempre tive muito apoio no partido. Em relação à militância do PMDB do Paraná sempre tive bom relacionamento. Da minha parte não seria desconforto ter o PMDB na coligação.


4 comentários

  1. quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 19:55 hs

    Osmar,Prof.muito competente da Faculdade de Bandeirantes,Alvaro,político estudantil, iniciou sua vida política em Londrina,como estudante,se elegeu vereador,dep Estadual,perdeu para Prefeito,dai teve uma vida brilhante como político,Vereador,Dep Estadual,Dep Federal,senador governador.O Irmao induzido pelo sucesso do irmão,também fez trabalhos brilhantes,em secretarias,se afastou do irmão, e teve insucessos,o discípulo,nao e maior que o mestre., esta em uma situação que seus amigos nao gostariam de vê-lo,Esta servindo o PT,aos quais ele sempre chamoumde vagabundos,o final dele Sera melancólico!!!!!!

  2. Pimentão
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 9:30 hs

    Tem cada irmão que se acham …
    Para ver o carater da pessoa , de-lhe o PODER !!

  3. quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 10:43 hs

    O POLÍTICO QUANDO ACORDA SEMPRE TEM A SUA FRENTE DOIS CAMINHOS A SEGUIR:
    1) O PRIMEIRO E MAIS USADO É USAR DO PODER DADO PELO POVO PARA TIRAR BENEFÍCIOS A SI E AOS SEUS, O CAMINHO DO PODER, DO PRAZER E DO TER EM ABUNDÂNCIA BENS MATERIAS, E PARA MANTER ISSO CHEGAM A VENDER SUAS ALMAS AO DIABO OU AOS FILHOS DO DIABO QUE SÃO OUTROS POLÍTICOS, SÓ QUE O FIM DESSE CAMINHO JAMAIS SERÁ A FELICIDADE.
    2) O SEGUNDO É O CAMINHO DA PORTA ESTREITA, ONDE ELE PODE DECIDIR EM FAZER SUA PARTE PARA MUDAR O MUNDO, COMEÇANDO PELA SUA NOVA POSTURA, COM ATITUDES CONDIZENTES COM O PODER QUE RECEBEU, LUTANDO PELO POVO E PARA O POVO SEM QUE ISSO SEJA UMA UTOPIA, FAZER COM QUE OS EXCLUÍDOS TENHAM O MÍNIMO, O NECESSÁRIO, E CLARO QUE É UM CAMINHO CHEIO DE OBSTÁCULOS MAS É O CAMINHO QUE LEVA A PAZ DE ESPÍRITO E A SENSAÇÃO DE MISSÃO CUMPRIDA, QUE É O QUE DÁ A VERDADEIRA FELICIDADE E O ÚNICO PRÊMIO PELO QUAL VALE A PENA LUTAR, A VIDA ETERNA COM O PAI.
    O MEU SINCERO DESEJO É QUE OS IRMÃOS DIAS, OSMAR E ALVARO, ENCONTREM ESSE SEGUNDO CAMINHO, SEM ESBARRAR NO PRIMEIRO, POIS O SEGUNDO CAMINHO EXIGE FIDELIDADE ABSOLUTA. A NÓS CABE ORAR PARA QUE TENHAM ESSA DECISÃO QUE É DIÁRIA.

  4. Geraldo Mendes
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 18:59 hs

    Votei varias vezes no Osmar Dias, agora nunca mais, demonstrou ser um oportunista sem escrúpulos, não merece o meu voto. Que vá buscar votos com os Petralhas!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*