MP isenta Jonel Iurk e arquiva inquérito | Fábio Campana

MP isenta Jonel Iurk e arquiva inquérito

O Ministério Público do Paraná arquivou inquérito que investigava suposto tráfico de influência do ex-secretário estadual do Meio Ambiente Jonel Iurk. A investigação foi pedida pelo próprio Iurk após reportagens afirmarem que uma empresa de seu filho teria sido beneficiada em licenciamentos de micro-usinas. Uma auditoria do MP concluiu que não houve favorecimento e a 3ª Promotoria de Justiça de Proteção ao Patrimônio Público decidiu pelo arquivamento e encerramento do inquérito, confirmado pelo Conselho Superior do MP.

“Restaram ausentes indícios de que o senhor Jonel Iurk tenha praticado atos em desacordo com princípios norteadores da administração pública, bem como tendentes a ocasionar enriquecimento ilícito ou que implicassem em dano ao erário, não restando outro caminho senão o arquivamento do presente feito”, despachou a promotora de Justiça Ana Karina Abrão.


11 comentários

  1. DO INTERIOR
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 11:54 hs

    DR. JONEL É HOMEM DIREITO, HOMEM SÉRIO.

    ESSA SITUAÇÃO AÍ FOI JOGO POLÍTICO SUJO…… ENVOLVERAM A FAMÍLIA DELE EM UMA GRNADE E MENTIROSA CONFUSÃO.

    DESTAQUE-SE A CORAJEM DELE MESMO TER PEDIDO A INVESTIGAÇÃO. CARA LIMPA É ISSO AÍ.

  2. Manoel
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 11:56 hs

    Justiça foi feita. Quem conhece o Jonel sabe de sua elevadíssima qualificação e competência. Sabe também de sua história de vida pautada pela honestidade e vontade de servir à comunidade.

  3. Mutatis Mutandis
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 11:59 hs

    Jonel Iurk é uma das mentes mais brilhantes que o Paraná produziu até hoje. Notável jogador de xadrez, trata-se de ícone nacional na área ambiental, sendo respeitado e consultado por diversos agentes e setores.

    Essa situação, esse imbróglio, em que envolveram sua família e uma micro-usina foi parte do jogo político, na disputa de poder que ocorre todos os dias nos diversos setores do Governo do Menino Richa.

    Nunca houve dúvidas de que o MP arquivaria tal assunto, haja vista o absurdo e o ridículo da acusação.

  4. Mofaia
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 12:01 hs

    Enfim a verdade prevaleceu. Sinal de que a justiça do estado ainda não está completamente vendida igual à da nação!

  5. NEPOTE
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 12:23 hs

    QUE VERGONHA!!!!

  6. A verdade dos fatos
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 13:24 hs

    A verdade dos fatos é que esse assunto de licenciamentos ambientais deveria ter prazo fixo e responsabilidade sobre prazos.

    O problema é que muita gente cria dificuldade para vender facilidade.

    Jonel Yurk foi vítima do sistema, colocaram ele na vala comum dos picaretas – coisa que ele não é.

    De toda forma o assunto foi esclarecido.

  7. Luiz Eduardo C.
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 13:35 hs

    Muito bem!

    E hj o yurk comanda a diretoria mais poderosa da COPEL e o filho preside empresa de grande porte. São 2 gênios da da raça.

    No fim essa trapalhada da gazeta do povo foi produtiva. Deus escreve certo por linhas tortas.

  8. sueli
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 14:12 hs

    a gazeta ja se retratou?

  9. milton kafer
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 15:33 hs

    Este Senhor eu conheço pessoa honesta séria ética e integra não poderia dar outro resultado a investigação, continue assim Jonel parabens pelo belo trabalho que fez frente a secretária do meio ambiente

  10. Celso
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 8:03 hs

    A gazeta do povo já se retratou?

    Vao se retratar?

    Será que a gazeta será processada pela barbeiragem cometida?

  11. ANTONIO AFONSO F. DA SILVA
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 9:43 hs

    “Quem não deve não teme” Parabéns Iuk pela transparência.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*