Lula homenageia Sarney e o compara a Ulysses Guimarães | Fábio Campana

Lula homenageia Sarney
e o compara a Ulysses Guimarães

Da Folha de S.Paulo:

Constituição 25 Em ato de comemoração aos 25 anos da Constituição de 1988, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez nesta terça-feira (29) uma homenagem pública ao também ex-presidente José Sarney (PMDB-AP), dizendo que o peemedebista foi tão importante quanto Ulysses Guimarães (1916-1992) no processo de formulação da atual Carta Magna brasileira.

No período da montagem e promulgação da Constituição, Sarney era o presidente da República, Ulysses o presidente da Câmara dos Deputados e Lula um dos constituintes pelo PT, na época, oposição ao governo.

“Eu queria fazer reconhecimento de público. Ulysses Guimarães certamente foi o símbolo dessa Constituinte, coordenou com maestria numa situação muito difícil, em que o PMDB tinha 23 governadores e 306 constituintes, e que sozinho podia fazer o que queria. Eu tenho consciência que o senhor não teve facilidade, muito menos moleza. Quero colocar a sua presença na Presidência no período da Constituinte em igualdade de condições com o companheiro Ulysses Guimarães”, discursou Lula no plenário do Senado.

Segundo o petista, o principal mérito de Sarney foi permitir que os constituintes fizessem livremente críticas a ele.

“Em nenhum momento, mesmo quando era afrontado no Congresso, o senhor levantou um único dedo, uma só palavra para criar qualquer dificuldades aos trabalhos da Constituinte, que certamente foi o trabalho mais extraordinário que o Congresso já viveu. (…) Por isso presidente Sarney, já que Ulysses não está entre nós, eu quero dizer claramente que o senhor merece a minha homenagem como comportamento digno como presidente da República, de permitir que nós disséssemos aqui dentro todos os desaforos que achávamos que tínhamos direito de falar contra o senhor”, acrescentou Lula, se dirigindo a Sarney, que falara antes dele.

Apesar de o PT ter feito oposição ao governo Sarney e até hoje integrantes da legenda atacarem sua atuação política, Lula e o maranhense patrocinaram uma aliança que perdura até hoje após o petista chegar ao poder, em 2003. Em sua fala, Lula também exaltou as políticas sociais do governo Dilma Rousseff e voltou a criticar aqueles que negam a política, dizendo que se os jovens e a imprensa tivessem lido biografias de presidentes como Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek eles saberiam que a “avacalhação” de políticos e da política resulta em ditadura.

“Na história desse país, se a juventude lesse a biografia do Getúlio, Juscelino e outras biografias, possivelmente as pessoas não iriam desprezar a política e muito menos a imprensa não ia avacalhar a política como avacalha hoje. (…) O que aparece quando se nega a política, é uma pessoa praticando ditadura, praticando políticas que não condizem com aquilo que nós acreditamos”, afirmou.

As referências que Lula têm feito sobre a negação da política têm como alvo os protestos de rua contrário aos partidos políticos e o discurso defendido pela ex-senadora Marina Silva, para quem é preciso acabar com o atual modo de se fazer política no país. Em sua fala, Lula não fez menção à sua declaração de 1993, cinco anos após a promulgação da Constituição, segundo a qual havia “300 picaretas” no Congresso.

Também participaram do ato no Senado o vice-presidente da República, Michel Temer (PMDB), os presidentes do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e outros políticos que participaram da Constituinte. O hino nacional foi cantado por Fafá de Belém, tratada como “musa” da campanha das Diretas-Já.

Convidados, os ex-presidentes Fernando Collor de Mello (1990-1992) e Fernando Henrique Cardoso (1995-2002) não compareceram. O tucano afirmou aos organizadores que não iria devido a uma diverticulite (inflamação na parede do cólon, ligado ao intestino grosso). Não houve justificativa, durante o evento, para a ausência de Collor.


13 comentários

  1. terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 16:26 hs

    Sarney teve uma grande contribuição para a história democrática de nosso país. Merecida homenagem.

  2. TROLL
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 16:34 hs

    Este são os valores relativos que servem de comparação ao imbecil!
    Comparar Sarney a Ulysses? O sapo com certeza cheirou coisa estragada… a qual, aliada a imbecilidade jurássica de seu DNA, gera estas pérolas de relatividade.
    Quem deveria estar no fundo do mar é o Sarney.

  3. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 16:38 hs

    Como uma das últimas frases do fim do livro Animal Farm, de Orwell, descrevia:… curiosamente, os porcos estavam ficando cada vez mais parecidos com os homens…

  4. PEDROCA DO SUDOESTE
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 16:48 hs

    Não teria moral para receber honraria da Constituição esse cidadão, afinal o seu partido na época se negou a assinar a mesma.

  5. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 17:11 hs

    Que palhaçada. Que ridículo. Se merecem mesmo…

  6. Roberto Santos
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 17:26 hs

    Deve ter tomado todas pra dizer tamanha besteira, acho que Dr.Ulysses deve ter feito um tsunami no Litoral de SP,aonde ficou para sempre.

  7. Paulo
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 19:37 hs

    Lula não assinou a CF/88: “Não assino essa porr…porque é contra os interesse dos tabaiador”, disse. Portanto, só mesmo uns puxa-sacos de b…pra homenagear esse estulto de m…!

  8. jobalo
    terça-feira, 29 de outubro de 2013 – 20:18 hs

    O congresso só tem coisa ruim mesmo … vejamos : dar a lula , Sarney e a Collor homenagem do aniversário da constituinte… é mesmo perder a vergonha na cara … O sapo Barbudo até foi contra e votou contra … então como é que podem homenagea-lo que disparate… e o Sarney sendo comparado com Dr Ulisses… pra começar o Dr .. não era desonesto… e outras coisas mais.

  9. Do Interior....
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 8:34 hs

    Na câmara da mentira tudo é possível….. inclusive mudar (estuprar) a história….

  10. antonio carlos
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 9:29 hs

    Enganei redondamente com o Vendedor de Ilusões, agora vejo que o cara voltou aos maus hábitos, ou bebeu antes de dizer o que disse. Ou queimou um joazinho antes da homenagem.

  11. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 11:21 hs

    O maior embusteiro da história republicana brasileira.

  12. Gardel
    quarta-feira, 30 de outubro de 2013 – 11:36 hs

    Essa comparação chega a ser uma heresia, enquanto Ulisses enfrentava a repressão e a censura, Sarney repousava em berço esplendido. Hoje somos um povo cuja alma esta sepultada no caos promovido por esses canalhas. A história tem mostrado do que são capazes. Perversidade, inveja e calúnia, têm residência fixa nas cabeças dessa gente sem escrúpulos. Enganam a população por deixar de materializar projetos propostos em eleições. Suas ações jamais norteiam pelos princípios da legalidade, impessoalidade, moralidade e transparência. Preferem o descalabro a trilhar o caminho reto.

  13. OCIMAR
    quinta-feira, 31 de outubro de 2013 – 8:35 hs

    PORQUE SÓ MORRE GENTE BOA.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*